Yoshi’s Crafted World (Demo) – Primeiras Impressões

por Xpop
Yoshi’s Crafted World (Demo) – Primeiras Impressões

O universo da franquia Super Mario tem vindo a expandir-se a cada jogo que é lançado. Já com 34 anos de aventuras, uma quantidade absurda de jogos lançados e várias chapadas de luva branca aos fãs, não é de surpreender que a Nintendo invista em personagens para além de Mario Mario.

Personagens como Peach, Luigi, Wario e o cogumelo irritante são alguns dos que tiveram direito a ter o seu próprio jogo e a estabelecer uma franquia à sua volta no universo de Super Mario. Mas o personagem que foi o primeiro a ter esse tipo de destaque foi possivelmente Yoshi.

Fazendo a sua primeira aparição em 1990 no jogo Super Mario World, Yoshi tem sido um dos parceiros mais fiéis de Mario em todas as aventuras por que este tem passado e 5 anos depois teve direito a ser o protagonista de Yoshi’s Island, um jogo conhecido por ser um dos melhores títulos da SNES e por nos fazer odiar bebés.

Vários jogos do famoso dinossauro foram lançados, mas só alguns deles ficam na memória e este ano é possível que tenhamos outro na forma de Yoshi’s Crafted World.

 

 

Yoshi’s Crafted World (Demo) – Primeiras Impressões

Yoshi’s Crafted World (Demo) – Primeiras Impressões

 

Yoshi’s Crafted World é um jogo de plataforma desenvolvido pela Good-Feel e publicado pela Nintendo para a Nintendo Switch e conta a história de Yoshi numa aventura em busca dos fragmentos da Sundream Stone após uma tentativa falhada de roubar o artefacto por parte de Kamek e Baby Bowser.

Apesar de ter lançamento marcado para 29 de março de 2019, a Nintendo tinha publicado uma demo do jogo durante a Nintendo Direct de fevereiro para os jogadores poderem saber o que esperar deste novo jogo. Aqui ficam as minhas primeiras impressões.

 

Um mundo saído de uma caixa de brinquedos:

Quando olhamos para os jogos da franquia Yoshi, conseguimos ver uma distinção imediata de qualquer título de Super Mario não só no estilo de jogo, mas principalmente na parte visual.

Os jogos de Super Mario acontecem maioritariamente em cenários com elementos realistas ao invés dos jogos de Yoshi que tem ambientes saídos de um episódio do Art Attack, dando assim a sensação de que foi tudo criado por uma criança.

 

Yoshi’s Crafted World (Demo) – Primeiras Impressões

 

A Good-Feel reforçou essa distinção quando lançou Yoshi’s Woolly World e Kirby’s Epic Yarn, jogos em que tudo é feito de lã, mas numa era em que cada vez mais os gráficos são focados no realismo, é sempre interessante de se ver um jogo com este estilo de arte.

O uso do Unreal Engine 4 para o desenvolvimento deste jogo foi algo também interessante porque, como se trata de um motor de jogo focado nos gráficos, o que exige bastante performance da consola, levanta a questão se a Switch consegue rodar este tipo de jogos visto que não é a consola mais potente desta geração.

E é nessa parte que eu estou com bastantes dúvidas porque o jogo perde qualidade gráfica quando estamos a jogar com a Switch no Modo Portátil, apesar de não haver queda de frames. Tal pode ser devido ao jogo ser focado a jogar com a Switch ligada à TV ou de a demo não ter a versão final do jogo na parte gráfica.

 

Jogabilidade para além de 2D:

Uma das partes interessantes da franquia Yoshi é o facto de, se removermos o Mario da história, os jogos poderiam ser uma franquia completamente diferente de Super Mario, porque acabam por desenvolver a sua própria identidade e grande parte disso deve-se ao diferente estilo de jogo entre os títulos de Yoshi e Mario.

Enquanto que os jogos de Super Mario são primariamente focados em secções de plataforma clássica com alguns power-ups para ajudar a passar o stage, os jogos de Yoshi englobam os elementos de Super Mario mas são mais focados em resolução de puzzles.

Yoshi mantém os elementos que o fizeram famoso, como usar a sua língua para engolir inimigos e disparar contra outros, mas a Good-Feel decidiu ir um passo mais além com este tipo de mecânica ao permitir disparar inimigos contra objetos do cenário, dando uma sensação maior de profundidade no jogo.

Outro elemento novo neste jogo é a possibilidade de jogar um stage ao contrário, conferindo assim um ponto de vista diferente ao jogo, para permitir ao jogador ver elementos ou caminhos que não se consegue ver à primeira.

 

Estas mecânicas irão trazer uma lufada de ar fresco e puzzles bastante interessantes a esta franquia, que maioritariamente se foca na arte.

 

Opinião Final:

Com gráficos e mecânicas 2.5D pouco ortodoxas e interessantes, Yoshi’s Crafted World vai ser um jogo único que se irá destacar no universo de Super Mario.

Apesar da demo ter pouco conteúdo, o que foi mostrado até agora permite estabelecer uma ideia do quão divertido e engraçado vai ser o jogo.

Estão a pensar adquirir o jogo? Deixem as vossas opiniões nos comentários, sobre o demo e se concordam ou não com a minha opinião.

Até a uma próxima oportunidade.

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.