Naruto Shippuden Episódio 265

por Renato Sousa
Naruto Shippuden

An Old Nemesis Returns

Como prometido pelo preview deste episódio, Zabuza e Haku estão de volta ao plano principal de Naruto (Shippuden). Pena é que a produção se tenha focado demasiado na parte nostálgica e não tenha andado para a frente na história. Vamos aos detalhes.

 

Galeria de Imagens: Naruto Shippuden Episódio 265

 

 

O episódio tem início com a movimentação de Zabuza, Haku, Pakura e Gari a ser interrompida por uma investida de Sai e de mais alguns membros da Unidade de Comando das Allied Shinobi Forces. Haku apercebe-se a tempo do ataque e consegue proteger-se a ele próprio e a Zabuza. Algo no entanto desnecessário pois, sob o efeito do Edo Tensei, estes iriam voltar a regenerar-se se fossem destruídos, como comprovamos com Gari.

De forma a responder na mesma moeda ao adversário, Haku faz uso do seu Kekkei Genkai e atinge fortemente Sai e companhia. De notar que este quarteto do inimigo é todo ele possuidor de propriedades únicas e especiais (Kekkei Genkai). Talvez por isso Kabuto os tenha juntado, quem sabe …

Voltando ao confronto, de referir que a Unidade de Comando provavelmente não teria resistido ao segundo ataque do inimigo. A sorte deles foi Kakashi, Gai, Lee e um outro ninja, que no último momento bloquearam o inimigo. Previsível, mas também desejado, foi Kakashi quem bloqueou Zabuza, iniciando-se ali o reencontro.

Após uma pequena conversa entre os dois, na qual Kakashi explicou a Zabuza o que lhe aconteceu para estar de novo a enfrentá-lo, segue-se um dos vários momentos do episódio em que recordamos o que se passou na saga da Land of Waves. Entre as várias recordações, destaque para a conversa entre Naruto e Haku, em que os dois partilham os seus sonhos, e também para o discurso do Jinchuuriki de Konoha, após a morte de Haku, que leva às lágrimas aos olhos de Zabuza.

Num outro plano, correlacionado com este, temos Kabuto. O ninja tem diante de si um tabuleiro com bastantes ícones que simbolizam as várias personagens que tem sob controlo graças ao Edo Tensei (Reanimation Jutsu). É a partir dali que o ex-servo de Orochimaru controla o quarteto de que falei, garantindo assim que estes não oferecem qualquer tipo de oposição às suas ordens. Por acréscimo, Kabuto vai percebendo cada vez melhor como funciona o Reanimation Jutsu, e qual a melhor maneira de manipular cada ninja que tem nas suas mãos.

Mais consciente de tudo o que se está a passar, Zabuza pede ao Copy Ninja para o parar, de forma a que não aja contra a sua vontade. Ainda antes de medirem forças, e após uma das várias recordações, Naruto vem ao de cima na conversa. Haku, Zabuza e Kakashi falam sobre como este cresceu depois de tudo o que se passou na Land of Waves.

Terminada a pequena resistência às ordens de Kabuto, segue-se então o confronto de Zabuza, Haku, Gari e Pakura contra Kakashi e o grande número de ninjas que se encontra às suas ordens, na qual se incluem Gai, Lee, Sakura, entre outros. Não esquecer Sai, Omoi, e os restantes Comandos que ali foram parar. Zabuza faz uso do Hidden Mist Jutsu para diminuir acentuadamente a visibilidade no terreno, o que facilita em muito a tarefa aos outros detentores de Kekkei Genkai.

Dos vários confrontos que se criam, destaque para novo Zabuza vs Kakashi. Este, todavia, é de curta duração, uma vez que os restantes adversários das Allied Shinobi Forces fazem questão de, através do Summoning Jutsu, convocar os seis elementos que outrora, juntamente com Zabuza, constituíam o grupo: Seven Ninja Swordsmen of the Mist. Zabuza não tarda em juntar-se a eles, encerrando ali mais um capítulo de Naruto Shippuden. Só no próximo saberemos que novos confrontos se vão criar, mas parece que há “trabalho” para todas aquelas personagens conhecidas que fazem parte do Batalhão de Kakashi.

E pronto, assim terminou mais um episódio deste anime. Reforçando o que disse na introdução, este capítulo foi muito bom em termos de nostalgia. Tenho a certeza que muitos daqueles que agora são fãs incontestáveis de Naruto, se converteram a esta série na saga que nos introduziu Zabuza e Haku. Como tal, rever estas personagens e os momentos que elas nos proporcionaram há meses ou anos atrás é, sem dúvida, muito agradável.

Pena é que os produtores se tenham preocupado tanto com isto que se esqueceram de avançar na história. Pior, alguns dos momentos do passado que revisitamos foram ligeiramente adulterados. Falo, por exemplo, da parte em que Zabuza, depois de supostamente derrotar sozinho todos os ninjas de Gatou, se deita de livre vontade ao lado de Haku sem ajuda de ninguém. Pequenos pormenores que parecem irrelevantes, mas que na verdade alteram a veracidade dos factos.

Para terminar, penso que todos adoramos rever a história destes ninjas que se voltaram a encontrar. No entanto, a produção podia ter sido totalmente fiel ao que aconteceu no passado, e podia ter encurtado, ou até mesmo censurado, algumas das partes que reaveu, de forma a progredir um bocadinho mais na Guerra. Não concordam?

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.