Porque é tão difícil gravar filmes no Japão?

por Bruno Sales

Numa recente retransmissão no mês passado do filme Kamen Rider 555: Paradise Lost no cinema Toei de Shibuya, o actor Kento Handa e o produtor Shinichirou Shirakura, da franquia Kamen Rider, responderam a várias perguntas da audiência. Numa das respostas o produtor Shirakura afirmou que temia que filmar a série Kamen Rider no Japão poderia vir a não ser possível no futuro.

As numerosas restrições, regulações Japonesas e a aprovação dos habitantes locais tornam as filmagens no Japão difíceis e demoradas. O que leva a muitos realizadores optarem por filmar fora do Japão, dentro de estúdios a replicar o País.

Assim sendo neste artigo vamos debater as dificuldades em filmar no Japão.

 

Porque é tão difícil gravar filmes no Japão?

Porque é tão difícil gravar filmes no Japão

Imagem de Tokyo Tribe

 

Ao longo dos anos numerosas restrições e regulações tornaram o Japão, especialmente Tóquio, um país difícil para se filmar e produzir filmes. Contrariamente a países como os Estados Unidos onde as cidades de Nova Iorque e Los Angeles são mais fáceis de se gravar e é habitual serem fechados quarteirões para este efeito.

Esta dificuldade em gravar no Japão fez com que filmes famosos tais como o “Velocidade Furiosa: Ligação Tóquio”, onde carros fazem drift em altas velocidades por Tóquio durante a noite, tenha sido maioritariamente gravado fora do Japão e Shibuya criada a partir de efeitos especiais.

Ou no Kill Bill Vol.1 de Quentin Tarantino que o restaurante popular Gonpachi foi recriado num estúdio em Beijing, China, para filmar a famosa luta de espadas em que Uma dizima um grupo da yakuza.

 

 

Vários realizadores e estrelas de cinema estrangeiros referem frequentemente que gostariam de gravar em Tóquio. Por exemplo o Realizador Mexicano Alejandro Gonzalez Inarritu, que filmou parte do seu filme “Babel” em cafés japoneses, durante uma conferência de imprensa referiu que o governo de Tóquio devia tornar as filmagens mais fáceis para cineastas estrangeiros.

 

Porque é tão difícil gravar filmes no Japão

Poster de Babel

 

 

Tokyo Location Box e a sua tentativa de tornar as filmagens mais fáceis

Numa tentativa para facilitar as filmagens em Tóquio, tanto para estrangeiros como para produtores locais, o governo metropolitano de Tóquio criou a “Tokyo Location Box“. Um posto que fornece informações dos locais que podem ser filmados, como obter permissão policial e local e que instalações estão disponíveis para gravar. Porém obter uma permissão é extremamente difícil, das 2389 solicitações  (2333 locais e 56 estrangeiras) feitas em 2018 apenas 146 obtiveram permissão de filmagem, o que equivale a apenas 6% das solicitações serem aceites.

O coordenador Chefe da Tokyo Location Box, Hajime Endo, admitiu que não têm uma história tão grande de comissões de filmes como em Nova Iorque e Los Angeles e que não conseguem dar tanto suporte como essas cidades o conseguem. Endo afirmou ainda que normalmente recebem chamadas e fax de produtores estrangeiros a pedir para filmar em Tóquio, mas o que apenas podem fazer é providenciar os produtores interessados com informações sobre os locais que têm preferências e como obter permissão de filmar nesse local.

 

Porque é tão difícil gravar filmes no Japão

Cruzamento de Shibuya

 

Masako Nakayama, Diretor da Tokyo Location Box, diz que as quatro localizações em Tóquio com mais procura são Shinjuku Kabuki-cho, o cruzamento de shibuya, Ginza-dori e o Templo Sensoji. Nestes quatro locais as permissões são sempre recusadas pelas autoridades.

Nakayama explicou que as razões principais pelas permissões serem recusadas são: o elevado número de pessoas nesses locais, a impossibilidade de estacionar neles e a ausência de autorização da polícia de Tóquio para o encerramento de certas ruas, ao contrário daquilo que acontece em Nova Iorque.

Isto faz com que alguns realizadores optem por fazer um cinema de guerrilha para obterem filmagens autênticas do Japão, mas a maioria dos produtores acaba por desistir devido aos custos e excesso de regras.

 

Zonas mais fáceis de obter permissões

Porque é tão difícil gravar filmes no Japão

Região de Taito

 

Nos subúrbios as regras costumam ser menos severas do que nos centros das cidades, embora os produtores precisem da aprovação dos moradores locais para filmar o que muitas vezes é um obstáculo. Mesmo que as filmagens sejam a meio da noite e ninguém seja perturbado, existem casos onde moradores locais não aceitam a aprovação, devido às filmagens conterem perseguições e crimes.

Por outro lado existem zonas que são conhecidas por convidar produtores de cinema, locais e estrangeiros, a virem filmar na sua região. Essas regiões incluem Taito, Hachioji, Tachikawa, Hino e Hachijojima. Mais de 200 filmes foram filmados em Taito e o famoso filme japonês “Twentieth Century Boys” teve várias cenas filmadas em Hino, local onde são filmados 70 filmes por ano em média.

 

Porque é tão difícil gravar filmes no Japão

Poster do segundo filme de 20th Century Boys

 

 

Em conclusão

As numerosas restrições, regulações Japonesas e a aprovação dos habitantes locais tornam as filmagens no Japão difíceis e demoradas.

O que leva a muitos realizadores optarem por filmar fora do Japão, em zonas mais fáceis de obter permissões ou mesmo dentro de estúdios. Tal como aconteceu em filmes estrangeiros como o velocidade furiosa e o Kill Bill e em filmes nacionais como o Tokyo Tribe.

Têm vindo a existir melhorias tais como a Tokyo Location Box para ajudar os produtores de filmes a produzir filmes filmados no Japão mas ainda existe um longo caminho até alcançar a mesma facilidade encontrada nas grandes cidades americanas.

 


Fonte: ANN | Japantoday.com

Artigos Relacionados: Cinema Japonês | Cultura Japonesa


 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.