Takashi Miike em live streaming esta sexta-feira – MOTELx 2020

por Cátia Coelho

À meia-noite do dia 11 de setembro de 2020 (na noite de sexta-feira para sábado), o realizador de culto japonês, Takashi Miike, estará presente via live streaming para um Q&A (perguntas e respostas), directamente do Japão. Os fãs presentes no festival MOTELx poderão assistir à conversa na sala 2 do Cinema São Jorge ou, em directo, através das redes sociais. A moderação será feita por Evrim Ersoy, um dos programadores do Festival.

Takashi Miike é considerado um dos maiores realizadores do cinema de género, assinando obras de culto como “Ichi the Killer” e “Audition”. O seu mais recente filme “First Love” teve a sua estreia nacional ontem no MOTELx 2020, numa sessão à meia-noite que prontamente esgotou.

 

takashi miike realizador japonês no motelx 2020_live streaming (2)

Takashi Miike em live streaming esta sexta-feira – MOTELx 2020

 

Quem quiser aproveitar a oportunidade de assistir ao Q&A a partir do Cinema São Jorge, em Lisboa, terá de proceder ao levantamento dos bilhetes, que são gratuitos, no próprio dia a partir das 12h30. Devido à lotação da sala, apenas poderá ser levantado um bilhete por pessoa. A todos os que não poderão estar presentes, será através das redes sociais do MOTELx que poderão acompanhar, em directo, esta conversa.

O live streaming tem a duração prevista de uma hora e irá decorrer em inglês, com a presença de um intérprete de japonês.

 

First Love – O Filme de Takashi Miike que teve estreia nacional no MOTELX

primeiro amor_first love_filme japones de takashi miike_poster oficial

 

Realização: Takashi Miike
Argumento: Masa Nakamura
Elenco: Masataka Kubota, Nao Omori, Shota Sometani
Detalhes: Japão | 2019 | 108 minutos
MOTELx 2020 – Secção Serviço de Quarto – incluiu a curta portuguesa “Mirror Room”

Sinopse: Depois de sair com más notícias de uma visita ao médico, o jovem pugilista Leo cruza-se com Mónica, uma call girl viciada em drogas e obrigada a trabalhar para a yakuza para pagar as dívidas do pai. A piorar a situação, ao longo da noite, os dois irão ser obrigados a lutar pela vida, contra uma tríade chinesa, polícias corruptos e assassinos.Takashi Miike, o prolífico realizador japonês e um dos maiores favoritos dos festivais de cinema de género desde meados da década de 1990, volta ao estilo hiperbólico que o tornou famoso, com uma mistura explosiva de drogas, sangue e gore, humor negro e, claro, amor. Tendo estreado na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, esta será, aparentemente, a 104.ª longa-metragem do realizador.

Trailer:

 

Nota do realizador:

Neste momento, no Japão, os filmes que têm sido feitos sobre a Yakuza tornaram-se uma espécie de fantasia. A Yakuza não existe no sentido tradicional de outrora e também é muito difícil fazer um filme sobre isso. O público já não pede por um filme violento da Yakuza. Há várias personagens violentas da Yakuza que cometem crimes e fazem coisas terríveis, enquanto vivem a sua vida normal. Quis usar isso como contexto, como algo que contrastasse com a outra história, que é a de duas pessoas que se conhecem no meio de todo este caos. Por causa de todo este caos e violência, conseguem conhecer-se e a história deles começa, a sua história de amor. A partir daí, temos um cenário exagerado, um pouco absurdo e cómico, mas violento. O objectivo é haver uma justaposição com a história de amor que ocorre em paralelo.

 

first love_takashi miike_filme japonês_imagem_motelx_2020_3

 

Sobre o realizador Takashi Miike:

Takashi Miike (Yao, Japão, 1960) começou a realizar filmes de baixo orçamento, directamente para vídeo, nos anos 90. Desde então, desenvolveu uma carreira prolífica e ecléctica composta por mais de uma centena de obras, passando por todos os géneros. Filmes como Audition (1999), Visitor Q (2001), Ichi the Killer (2001), One Missed Call (2003) e a trilogia Dead or Alive (1999-2002), que muitas vezes abordam a violência através de um olhar íntimo, mas extremo, tornaram-no um realizador de culto. Recentemente, realizou, entre muitos outros, 13 Assassins (2010), As the Gods Will (2014) e Blade of the Immortal (2017). Fists Love (Primeiro Amor) foi apresentado na Quinzena dos Realizadores, no Festival de Cannes de 2019.

 

>> Para mais notícias sobre Cinema Japonês, clica aqui!

 


Artigos Relacionados

MOTELx 2020 – O que há de Cinema Asiático no evento?

The Host – Cinema ao ar Livre pelo MOTELx


 

Fonte: Press MOTELx

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.