Cantora ELISA alegadamente assediada pelo seu agente

por Helena Maria
Cantora ELISA alegadamente assediada pelo seu agente

Aviso de Conteúdo: Este artigo irá abordar o tema de assédio sexual, incluindo descrições gráficas!


 

No final de setembro, o site Daily Shincho (Shinchosha), reportou que, alegadamente, a cantora ELISA sofreu de assédio sexual por parte do seu agente na Smile Company (agência de talentos).

A notícia observou que a cantora terminou o seu contrato com a agência no final de setembro.

 

De acordo com o Daily Shincho, ELISA trabalhava com o agente desde maio de 2018. Este, um homem nos seus quase 40 anos, casado e com um filho, supostamente usou reuniões de trabalho como uma desculpa para a convidar para comer fora, abraçando e beijando-a enquanto estava embriagado.

Segundo ELISA, esta não tinha outra escolha se não “esconder os seus sentimentos” e forçar-se a ser simpática com ele para continuar a trabalhar.

 

Cantora ELISA alegadamente assediada pelo seu agente

Cantora ELISA alegadamente assediada pelo seu agente

 

A entrevista procede, relatando como o assédio só escalou a partir daí.

ELISA referiu que, durante um voo para o Havai para um concerto em abril de 2019, o agente baixou as suas calças e disse-lhe “eu quero que o ch*pes.”. Após o concerto, o agente fez avanços sexuais, enquanto cheirava a álcool. Mais tarde, quando ELISA estava a praticar, o agente interrompia-a, beijando-a e tocando-lhe inapropriadamente.

A cantora reconta, ainda, um incidente de quando se mudou para uma nova casa e o agente visitou-a oferecendo ajuda para instalar eletrodomésticos, mas forçou-a para cima de uma cama. Quando ela protestou, perguntando-lhe se sabia o que estava a fazer, o agente respondeu “Isto é a sério.

 


ELISA denunciou o comportamento do agente à Smile Company em novembro de 2019 e um advogado ouviu os argumentos de ambos os lados. No final, ELISA disse que a empresa reconheceu os comportamentos do agente mas concluiu que não se tratava de assédio sexual e sugeriu que provavelmente se tratava de uma “briga de apaixonados”que tinha consentimento de ambos os lados.

O presidente da empresa começou a evitá-la, dizendo-lhe que a agência “não poderia encontrar um sucessor [para o agente]”, e que “é difícil lidar com talento que tenha uma relação com o agente”. Em janeiro de 2020, ELISA disse à empresa que iria desistir, tendo o seu contrato cessado a 30 de setembro de 2020.

 


ELISA estreou-se em 2007 com “euphoric field” que foi usado como opening do anime Ef: A Tale of Memories. Desde então, interpretou as openings para Hayate no Gotoku!, Kami nomi zo Shiru Sekai, Nabari no Ou, Valvrave the Liberator, Toaru Kagaku no Railgun, Mahouka Koukou no Rettousei, Rakuen Tsuihou: Expelled from Paradise, 91 Days, e, mais recentemente, The Legend of the Galactic Heroes: Die Neue These.

 


Se tu, ou alguém que conheces sofre de assédio, fala com a APAV pelo número 116006. Não estás só!


 

Fonte: Anime News Network

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.