Como o Poder do Fandom Feminino conseguiu destacar Girl Groups no Kpop?

por Usagi Wright
Como o Poder do Fandom Feminino conseguiu destacar Girl Groups no Kpop destaque

A popularidade de grupos femininos tem crescido dia após dia nos últimos tempos e vários profissionais afirmam que isto pode ser parcialmente explicado pelo aumento de fãs mulheres dentro do fandom de grupos femininos de kpop.

 

Como o Poder do Fandom Feminino conseguiu destacar Girl Groups no Kpop?

Top Girl Groups mais Reputados de Julho 2019 – KPOP red velvet

 

BLACKPINK, Red Velvet, IZ*ONE e muitos outros grupos, estão no auge no que diz respeito a grupos femininos, com fandoms fortes a apoiá-las. Girls’ Generation, KARA, Wonder Girls e outros girl groups destacaram-se do final de 2000 até o início de 2010, mas foi difícil encontrar grupos femininos populares por um tempo desde então.

As conquistas recentes de grupos femininos podem ser confirmadas por números. As BLACKPINK, as Red Velvet e as IZ*ONE superaram os seus recordes de vendas pessoais com os álbuns lançados no primeiro semestre deste ano. As vendas de álbuns também podem ser uma indicação da força do fandom e o aumento nas vendas pode ser atribuído ao aumento de fãs mulheres que compram álbuns mais ativamente.

Os Girl groups estão atualmente em ascensão nos mercados estrangeiros. As BLACKPINK revelaram a sua forte presença através de “Kill This Love” que foi lançado em abril e ficou na lista “Hot 100” e “Billboard 200” da Billboard durante quatro semanas consecutivas. Em abril, elas foram o primeiro grupo feminino de K-pop a dar um concerto no Coachella. As TWICE e as Red Velvet também completaram recentemente a sua tour norte-americana com sucesso e com o novo girl group, ITZY, também a chamar bastante atenção, as apresentações de grupos femininos no cenário global estão apenas a começar.

 

Como o Poder do Fandom Feminino conseguiu destacar Girl Groups no Kpop itzy

 

De acordo com uma análise das vendas de álbuns do Gaon Chart, as BLACKPINK, as Red Velvet e as IZ*ONE bateram os seus próprios recordes no primeiro semestre deste ano. O primeiro mini-álbum das Red Velvet, “Ice Cream Cake”, lançado em 2015, acumulou 86.000 vendas no total até ao primeiro semestre deste ano, mas o último álbum, “The ReVe Festival: Day 1”, lançado em junho de 2019, vendeu já mais de 180.000 cópias. As BLACKPINK venderam 275.932 cópias do álbum “Kill This Love”, que foi lançado em abril de 2019, superando as vendas acumuladas de 267.083 até ao primeiro semestre deste ano com “Square Up”, que foi lançado no ano passado. As vendas de “HEART*IZ” das IZ*ONE, em abril deste ano, excederam as do lançamento anterior “COLOR*IZ” em 20.000 unidades.

Tais registos foram em grande parte influenciados pelo fandom feminino de kpop, que não tinha sido muito destacado até agora. A editora-chefe da revista Idology, de K-pop, partilhou:

Fãs femininas existem desde as Girls’ Generation, mas elas foram ofuscadas e agora a sua presença foi ampliada, influenciando a popularidade [de grupos femininos].

Nos últimos anos, as atividades das fãs mulheres tornaram-se muito ativas e as vendas de álbuns aumentaram muito à medida que mais projetos para satisfazer esses fãs, começaram a tornar-se mais proeminentes.

Uma fã do sexo feminino que participou da reunião de fãs das Red Velvet disse: “Eu não percebi isso no concerto, mas fiquei surpresa que haviam mais fãs do sexo feminino do que fãs do sexo masculino na reunião de fãs.

 

BLACKPINK - "Kill This Love" é o MV mais rápido a ultrapassar 500M de Visualizações

 

Outra fã feminina de um outro girl group partilhou: “Eu sempre gostei de várias boybands, mas muitas vezes fiquei desapontada com os incidentes e acidentes dos membros”, acrescentando que os grupos femininos, por outro lado, parecem menos prováveis de fazerem os fãs sofrerem, pois estão menos frequentemente envolvidos em escândalos.

De fato, fontes de indústrias similares dizem que as fãs do sexo feminino são mais leais do que os fãs do sexo masculino e, além disso, possuem mais poder de compra. Assim, ter um forte fandom feminino, seja um grupo de rapazes ou de raparigas, é um indicador de quanto tempo o grupo durará. Além disso, as tabelas musicais vêm perdendo credibilidade recentemente, o que pode ser um fator na mudança dos esforços dos fãs de streaming de músicas para compras de álbuns, o que consequentemente leva a um aumento nas vendas de discos.

 

Como o Poder do Fandom Feminino conseguiu destacar Girl Groups no Kpop izone

 

Lee Ki Hoon, um analista da Hana Financial Investment, comentou: “As fortes vendas de álbuns, que também são um indicador do fandom, mostram que grupos femininos estão a mostrar uma lucratividade significativa”. Tal como as TWICE, que provaram que girl groups também conseguem lucrar com um forte fandom como os grupos masculinos, também as BLACKPINK, as Red Velvet e as IZ*ONE estão a mostrar potencial.

Neste ano e no ano anterior (ou seja, 2019 e 2018), grupos femininos de K-pop continuam as suas tours no exterior e aparecem nas principais redes de televisão dos EUA. Começando em Seul em novembro do ano passado, as BLACKPINK percorreram um total de 23 cidades em quatro continentes – Ásia, América do Norte, Europa e Oceania – realizando um total de 32 concertos. Junto com isso, o MV de “DDU-DU DDU-DU” foi um sucesso, superando 900 milhões de visualizações no YouTube pela primeira vez para um grupo de K-pop.

As TWICE ostentam uma sólida popularidade no Japão, mas que também tem estado ativa na América do Norte, recentemente. As membros mobilizaram aproximadamente 41.000 pessoas para na sua quarta apresentação na primeira tour na América. As Red Velvet também realizaram a primeira tour norte-americana desde o seu debut no início deste ano, totalizando 8 concertos em 7 cidades dos EUA e do Canadá. O concerto inteiro atraiu a atenção porque os bilhetes esgotaram completamente e a maioria do público estava lotada de fãs locais. Atualmente, existem variáveis que causam relações tensas entre a Coreia do Sul e o Japão, mas o grupo feminino IZ*ONE, que inclui membros japoneses, formou um sólido fandom no país do sol nascente, tal como se viu com o seu segundo single no topo do Oricon do Japão, em junho.

 

TWICE pedem a Fãs que esperem o Regresso da Mina

 

Lee Tae Kwang, professor de comunicação global na Kyunghee University, partilhou:

O sucesso dos atos de K-pop anda de mãos dadas com a tendência global de perseguir a ‘correção política’, que visa eliminar a discriminação e o ódio contra as minorias mais fracas. No passado, os ídolos masculinos que usavam skinny jeans e usavam maquilhagem eram vistos de forma negativa, mas agora não são e agora ídolos asiáticos femininos serão notados nesta tendência.

 

Um crítico apontou que “a popularidade dos BTS pode ser interpretada como uma representação de asiáticos, uma minoria, o que significa que artistas do sexo feminino podem ser esperadas [para serem os próximos ídolos populares]”.

 

>> Para mais notícias sobre K-pop, clica AQUI!

 

Para conheceres todos os Comebacks de Agosto 2019, clica aqui <<

 

Conhece a nossa Loja ptAnime🙂

Se tiveres alguma dúvida entra em contacto connosco pelo Facebook (clica aqui!) ou pelo e-mail geral@loja-ptanime.com!

 

Fonte: Soompi

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.