Onde fazer compras – Guia do Gaijin para o Japão

por Inês Marques
Guia do Gaijin Para o Japão

Uma parte integrante de uma viagem é, claro está, fazer compras! Nesta parte do Guia vamos falar de locais onde podem fazer vários tipos de compra. Não vamos aqui focar-nos em áreas geográficas concretas, mas sim em tipos de estabelecimento que se podem encontrar por todo o Japão.

 

Lojas de Conveniência (konbini)

Fachada de uma Lawson em Kobe.

 

Já falámos várias vezes nas famosas konbini, ou lojas de conveniência, aqui no Guia. As konbini estão literalmente em todo o lado no Japão. Lá, pode ser adquirido qualquer tipo de produto, desde comida e bebida a revistas e material de escritório. Para além disso, estão abertas 24 horas por dia, fazendo ainda mais jus ao seu nome.

A maior cadeia de konbini no Japão é a Lawson. Em grandes cidades, a Lawson até tem estabelecimentos especializados numa área, como para-farmácia ou de produtos frescos, para além de konbini “normais”. A Family Mart e a Sunkus são outras cadeias bastante conhecidas e presentes por todo o país.

 

Estações de Comboios

A Estação de Tóquio tem no seu subsolo um complexo de lojas enorme, como se fosse uma cidade debaixo de outra!

 

Geralmente todas as estações de comboio japonesas têm uma loja tipo konbini, mas algumas são também autênticos centros comerciais! Nestas estações maiores existem diversos tipos de estabelecimento, especialmente lojas dedicadas a produtos regionais onde se podem comprar os souvenirs perfeitos, para além de cafés e restaurantes! Estando dentro da estação, costumam ter bastante afluência de pessoas, por isso nunca falta movimento nestes locais!

 

Lojas de 100 ienes

As lojas de 100 ienes tanto podem ser grandes complexos isolados, como estabelecimentos mais pequenos dentro de centros comerciais ou department stores.

 

Sem dúvida, o melhor tipo de loja para quem quer tudo a preço baixo! Nestas lojas, os produtos custam literalmente 100 ienes (aprox. €0.80) ou múltiplos de 100, mais imposto de 8%. Podem encontrar de tudo nestas lojas: utensílios de cozinha, material escolar, produtos de limpeza, acessórios de moda, snacks e bebidas, decorações para a casa… Ou seja, qualquer coisa que possam vir a precisar no vosso dia-a-dia, quer estejam a viver lá ou apenas de visita!

A rede mais conhecida destas lojas é a Daiso, mas existem mais, como a Seria (a melhor, na minha modesta opinião), a Watts ou a Can Do. Existem ainda lojas de 100 ienes que não estão associadas a nenhuma cadeia.

 

“Shopping Streets”

A Nakamise Shopping Street em Asakusa, Tóquio.

 

Cidades com grande afluência de turistas têm também ruas dedicadas exclusivamente a comércio. O melhor exemplo disso é Asakusa, em Tóquio. Este bairro é famoso pelo templo Sensō-ji, mas a rua que leva até ele (chamada Nakamise Shopping Street) está dominada de lojas de bugigangas e recordações, assim como alguns balcões de comida.

Estas ruas são fáceis de encontrar, porque geralmente estão próximas de grandes pontos turísticos (como o caso acima). São sítios ideais para provar iguarias locais e fazer bastantes compras!

 

Don Quijote

Fachada da Don Quijote em Akihabara.

 

A Don Quijote, ou simplesmente “Donki“, é uma cadeia japonesa de “discount stores”. Quer isto dizer que nestas lojas (que costumam ser gigantes) podemos encontrar de tudo, desde livros a roupas, comida, etc., a um preço reduzido. O interior delas é um tanto claustrofóbico – os corredores são estreitos e as prateleiras estão sempre atoladas de produtos!

As Donki também são o local por excelência onde podemos encontrar aqueles produtos mais insólitos, que nos fazem pensar “only in Japan“! Vejam alguns exemplos no vídeo abaixo:

 

Lojas de Segunda Mão (Recycle Stores)

Apesar do nome sugestivo, o grupo Hard-Off é o mais conhecido no Japão em termos de “recycle stores”.

Estas estão um pouco por todo o lado e não são difíceis de encontrar. Os produtos vendidos em segunda mão no Japão são, na grande maioria dos casos, de qualidade tão boa como os de primeira mão. A diferença é que, já tendo sido usados, o seu custo é substancialmente mais barato.

As cadeias mais conhecidas destes estabelecimentos são a 2nd Street e a Hard-Off. Esta última pode dividir-se em lojas especializadas, como a Mode-Off (para roupas) e a Book-Off (para livros). Para os fãs de manga e anime, há um nome essencial a reter: Mandarake. É esta a cadeia de lojas em segunda mão que satisfaz as necessidades de qualquer otaku com um orçamento apertado: livros, jogos, figuras, está lá tudo! Só para terem uma ideia, o custo de um manga novo (em japonês, claro) pode custar, dependendo das editoras, entre 400 a 600 ienes (€3.11 a €4.70), mais imposto de 8% já mencionado. Por seu lado, um manga em segunda mão custa apenas 108 ienes (€0.85) com imposto incluído!

 

Conhecem algum outro tipo de estabelecimento que se possa encontrar em todo o Japão? Digam-nos a vossa sugestão para podermos complementar este artigo! 🙂

 


Artigo anterior || Voltar ao Índice || Próximo artigo


 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.