One Piece Episódio 561

por Renato Sousa
Anime One Piece

A Battle Royale! The Crew vs the New Fish-Man Pirates!

Como o título indica, o capítulo desta semana de One Piece deu particular destaque à Conchcorde Plaza. Nomeadamente, às batalhas que por lá surgiram e que envolveram os vários elementos dos Straw Hats e dos New Fishman Pirates. Para além disto, houve ainda tempo para novos acontecimentos no local onde se encontram os Príncipes de Ryugu, Shirahoshi, Vander Decken, Hordy Jones e Luffy.

 

Galeria de Imagens: One Piece Episódio 561

 

 

Este episódio iniciou-se com os Príncipes a perceberem o mais recente plano de Hordy. Depois de ter ferido gravemente Decken, Jones aguarda que o seu ex-aliado fique inconsciente, para assim perder o controlo do Noah e este cair em cima de Fishman Island. Após ter estado tão perto de ser aniquilado por Luffy, o Capitão dos New Fishman Pirates encontra-se agora em clara superioridade em relação a quem quer que seja. Como as coisas mudam!

Ultrapassada esta cena de abertura, imediatamente fomos conduzidos até à Conchcorde Plaza para assistir à battle royale mencionada no título do episódio. Este é mesmo o termo ideal, olhando aos combates que surgiram. Com excepção de Sanji, que esteve ocupado com Wadatsumi (ainda não perdoou o que este fez a Nami), e de Robin, que nem sequer apareceu, todos os outros Straw Hat Pirates estiveram em destaque.

Tudo começou com Nami a atingir alguns soldados que tinha em seu redor. As coisas até lhe estavam a correr bem, até que Zeo decidiu usar a sua invisibilidade para a imobilizar e a colocar à mercê do ataque de Ikaros. Esta lula gigante até podia ter tido sucesso não fosse a intervenção de Brook. O esqueleto colocou-se à frente das poderosas lanças de Ikaros, evitando assim que este atingisse Nami. A sorte de Brook também deu uma mãozinha, uma vez que este, sem querer, acabou por pisar Zeo e anular a invisibilidade desta personagem que aparenta ser a mais inteligente dos vários Oficiais. Quem também apareceu foi Franky, se bem que apenas para discutir com os seus inimigos.

a segunda parte desta battle royale teve como grandes protagonistas Chopper, Usopp, Daruma e Dosun. Posso ainda referir Zoro e Hyouzou, se bem que o combate entre estes dois pouco ou nada progrediu. Voltando ao quarteto anterior, Chopper e Usopp demonstraram um excelente trabalho de equipa numa situação idêntica àquela que tiveram em Alabasta contra o Mr. 4 e a Miss Merry Christmas. Frustrados pela sua fraqueza perante os nossos amigos, todos estes Oficiais dos New Fishman Pirates que citei acabaram por recorrer aos esteróides. Todavia, apenas assistimos às suas transformações. Só nos próximos episódios saberemos se estes famosos comprimidos vão tornar os vários confrontos mais equilibrados.

Voltando a Luffy, Hordy e companhia, assistimos desde logo à tentativa dos Príncipes em alertar a irmã para fugir do Noah para os lados e não para cima, de forma a retirá-lo da rota de Fishman Island. Contudo, quando esta percebeu, já era tarde demais. Isto porque Decken, ao tentar pegar num dos seus conhecidos machados para o atirar a Jones, perdeu a consciência, entregando o “Barco da Promessa” à força da gravidade.

Assim se contou mais um episódio de One Piece que, se a memória não me falha, apresentou uma música nova nos últimos minutos. Pelo menos não me lembro de a ouvir na série.

Relativamente ao capítulo em si, a parte da Conchcorde Plaza foi a meu ver a melhor. As cenas onde marcaram presença os grandes protagonistas desta saga “engonharam” um pouco e não foram propriamente cativantes. Tantos minutos para ver um barco perder o controlo e vir por ali a baixo em direção a Fishman Island certamente que não é do mais interessante que há. No entanto, faz parte da história, e como tal é preciso compreender que estes momentos são precisos para se criarem outros melhores. O importante é que está ultrapassado, portanto resta-nos apenas esperar por algo mais atrativo já no número 562.

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.