Summer Wars | Análise

por Renato Sousa
Top 22 Filmes Não Ghibli para Ver em Família

Vencedor do prémio “Animação do Ano” em 2010, na Academia de Prémios Japonesa, “Summer Wars” não passou despercebido ao ptAnime. Como tal, hoje, esta obra da autoria de Mamoru Hosoda, tem o destaque merecido neste espaço.

 

Summer Wars | A História

Com o nonagésimo aniversário da sua bisavó a chegar, Natsuki Shinohara decide convidar o seu amigo do secundário, Kenji Koiso, para o evento, a fim de o apresentar como seu namorado. Ueda será o local do acontecimento, onde vai estar grande parte da família da aniversariante, para além do jovem rapaz.

Kenji é perito em matemática, lógica e coisas do género. O rapaz há muito que trabalha no mundo virtual de OZ, juntamente com o seu colega Takashi Sakuma.

Um universo virtual que já se encontra bastante avançado. Por esse motivo, há muito que OZ se tornou responsável por estabelecer comunicação entre as várias instituições mundiais, a fim de que tudo corra bem no dia a dia.

Mas então o que quer isto dizer? Basicamente, que se um dia os vários serviços de OZ começarem a falhar, o planeta vai estar metido num grande sarilho, dada a grande dependência criada com este universo virtual.

Como é típico dos filmes, primeiro surge o problema. Só depois vem o herói ou heroína que o tenta resolver. Summer Wars não é excepção.

Quando já se encontrava em Ueda, junto da família de Natsuki, Kenji recebe uma estranha mensagem. Uma mensagem que parece mais um desafio matemático do que outra coisa. Enquanto adepto destas matérias, o rapaz, inocentemente, resolve o enigma.

O que Kenji não sabia é que ao resolver aquele enigma estava a conceder entrada no mundo de OZ à Love Machine. Uma componente informática que possui um nível de inteligência artificial já bastante avançado.

Uma vez dentro de OZ, a Love Machine vai começar a roubar as contas de todos os cidadãos do mundo. À medida que vai adquirindo mais informação, a Love Machine vai ficar mais inteligente e, consequentemente, mais difícil de parar.

Ao perceber aquilo que se está a passar em OZ, e com o caos a espalhar-se por todo mundo, Kenji e a família de Natsuki vão tentar a todo o custo parar a Love Machine, com vista a impedirem a destruição do mundo.

 

Anime Summer Wars

 

Summer Wars | Ambiente e Enredo

Certamente que já deu para perceber que grande parte do filme se passa em Ueda e no mundo virtual de OZ. Poucas são as excepções. A escola que Natsuki e Kenji frequentam será uma delas, a par de alguns locais do Japão que vão surgindo no ecrã para termos a noção do caos causado pela Love Machine.

Significa isto que as personagens em destaque neste filme praticamente se relacionam todas umas com as outras. A maioria porque é da mesma família. Kenji porque os vai conhecer a todos.

Até no próprio mundo de OZ, que permite o contacto entre pessoas, as personagens de lá que conhecemos são, na realidade, as que estão por Ueda e claro, a Love Machine.

Este é, portanto, um filme que não anda constantemente a saltar de lugar para lugar. Summer Wars destaca-se, principalmente, pela ligação que consegue fazer entre um mundo virtual extremamente avançado e uma família de várias gerações, onde o conhecimento tecnológico varia de pessoa para pessoa.

 

Summer Wars | Filme Anime

 

Summer Wars | As Personagens

Neste tópico, vou abordar apenas algumas das personagens mas importantes. Quem nunca viu o filme não tem esta percepção, mas a verdade é que a família de Natsuki é bastante extensa. Se fosse descrever toda a gente nunca mais daqui sairia. Vou também esquecer Kenji, visto que já falei do rapaz em cima.

Começando pelos mais velhos. A primeira personagem de que vou falar é a própria aniversariante, Sakae Jinnouchi. A bisavó de Natsuki tem uma relação bastante próxima com a bisneta. Sakae pode ser descrita como alguém que ostenta bons valores morais. Prova disso será uma atitude tomada a meio do filme para com alguns elementos da sua família, derivada de tudo o que se está a passar com o mundo virtual de OZ.

Olhando agora para a bisneta. Natsuki Shinohara é uma rapariga bastante próxima de Kenji. Daí o ter convidado para o aniversário da sua bisavó e o ter apresentado como namorado. A rapariga irá mostrar o porquê de ser uma das personagens principais do filme, quando a trama entrar na sua fase mais crítica.

Posso ainda falar de Kazuma Ikezawa e Wabisuke Jinnouchi. Kazuma é um adolescente que tal, como Kenji, passa muito tempo no mundo virtual de OZ. Embora por motivos diferentes. Razões essas que vamos conhecer logo no início de Summer Wars, de grande importância para a história.

Relativamente a Wabisuke, este é um filho ilegítimo do bisavô de Natsuki, que por acaso até tem uma relação bastante forte com a jovem. Tal como Kenji e Kazuma, Wabisuke é um expert no que toca a computadores.

 

Summer Wars | Juízo Final

Ao concluir esta análise, devo dizer que recomendo vivamente “Summer Wars” a toda a gente. Ao contrário do que possam pensar, esta longa-metragem é muito mais do que uma abordagem à evolução da informática. A prova disso é os vários prémios que conquistou nos diversos concursos.

Na verdade, a parte tecnológica do filme não faz o mínimo sentido sem a questão familiar nele presente. Penso que esse seja o ponto mais forte do filme. Isto é, o envolvimento de toda uma família no combate a uma ameaça informática e as suas reacções aos acontecimentos.

Concluindo, Summer Wars é um filme capaz de colar ao ecrã qualquer pessoa. Vejam esta longa-metragem e vão ver que tenho razão.

Sem mais nada a acrescentar, segue-se o trailer, a fim de complementar as minhas palavras.

 

 

Summer Wars | Trailer

 

 

0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.