The Kamagasaki Cauldron War – Filme será Exibido no 6.doc | Doclisboa

por João Simões
The Kamagasaki Cauldron War - Filme será Exibido no 6.doc

Entre fevereiro e julho, o Doclisboa, em parceria com o Cinema Ideal, apresenta o 6.doc, uma seleção de 5 filmes estreados na edição do festival Doclisboa 2018 e um filme estreado no festival Porto/Post/Doc 2018.

No final de março e início de abril, o 6.doc viaja pela cultura japonesa com o filme The Kamagasaki Cauldron War de Leo Sato, consagrado como o Melhor Filme da Competição Internacional na última edição do Porto/Post/Doc.

Os filmes estarão em exibição durante uma semana e as sessões serão acompanhadas por conversas com convidados.

 

Horário: De 28 de março a 03 de abril o filme estará no Cinema IDEAL, sempre às 21h15.

Bilhete: 5€

 

The Kamagasaki Cauldron War – Filme será Exibido no 6.doc | Trailer

 

Sinopse

Retrato autêntico, démodé e bem-humorado da sociedade nipónica, com todas as suas singularidades. Uma ficção do real, com os habitantes a tornarem-se actores de uma narrativa satírico-cómica sobre a sua própria luta contra a opressão. O realizador capta algumas das tradições artísticas nipónicas, como a própria fotografia do filme, rodado em 16 mm, e que evoca constantemente o elogio da sombra, tal como o teatro nô.

 

Apresentação especial – No dia 29 de março, a sessão será apresentada por Miguel Patrício.

Miguel Patrício – É licenciado em Filosofia pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH/NOVA), onde também terminou o mestrado em Cinema e Televisão com uma dissertação sobre cineastas japoneses dos anos 60 e 70 intitulada “Sístoles e Diástoles: Uma Perspectiva sobre a Art Theatre Guild”.

Desde 2007, escreve e dirige palestras sobre cinema japonês. As suas críticas podem ser lidas online, especialmente no site À pala de Walsh e no blogue Último Filme no Universo. Artigos da sua autoria foram publicados em Kiju Yoshida: El cine como destruccíon (Buenos Aires International Independent Film Festival, 2011) ou O Cinema Não Morreu: Crítica e Cinefilia À pala de Walsh (Linha de Sombra, 2017).

No que diz respeito a palestras, destacam-se as que deu em Guimarães no CAAA (Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura) em 2013, e em Lisboa, no contexto da EAJS (European Association for Japanese Studies) de 2017. Co-fundou o núcleo de programação White Noise e a produtora independente Storylines.

 

The Kamagasaki Cauldron War - Filme será Exibido no 6.doc

Se estiverem interessados em mais sessões do 6.doc, podem ver abaixo a lista:

 

  • The Silence of Others

25 de Abril – 1 de Maio | horário a anunciar

Almudena Carracedo, Robert Bahar, EUA / Espanha / Croácia, 2018, 96′

The Silence of Others mostra a luta urgente e em curso de vítimas dos 40 anos de ditadura do general Franco, em Espanha, as quais ainda hoje procuram justiça. Rodado ao longo de seis anos, o filme acompanha vítimas e sobreviventes enquanto estes organizam o inovador “Processo Argentino” e enfrentam uma amnésia imposta pelo Estado perante crimes contra a humanidade, num país ainda dividido após quatro décadas de democracia.

 

  • Alma Clandestina

23 – 29 de Maio | horário a anunciar

José Barahona, Brasil, 2018, 100′

Maria Auxiliadora Lara Barcelos foi uma activista política que lutou contra a ditadura brasileira nos anos 1960. Foi presa, torturada e banida do Brasil. Suicidou-se em Berlim, em 1976. Alma Clandestina é uma biografia, mas também uma imersão na complexidade da sua alma, clandestina durante uma grande parte da sua vida.

 

  • Terra

20 – 26 de Junho | horário a anunciar

Hiroatsu Suzuki, Rossana Torres, Portugal, 2018, 60′

Algures no Alentejo, estão dois grandes fornos cobertos de terra onde um homem faz carvão. Elementos essenciais como o fogo, a água, o ar, a terra e o espaço reflectem, respiram e celebram o ritmo da Terra.

 

  • Greetings From Free Forests

18 – 24 de Julho | horário a anunciar

Ian Soroka, EUA / Eslovénia / Croácia, 2018, 99′

Vagueando pela paisagem densamente florestada do sul da Eslovénia, o filme depara-se com histórias que despontam da própria terra e têm a dimensão de um fosso entre um acontecimento de resistência popular e os seus vestígios duradouros num presente vedado.

 

Para mais informações visitem: Doclisboa | Doclisboa – The Kamagasaki Cauldron War

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.