Ahiru no Sora – Análise

por Roberto Filho
Ahiru no Sora - Análise

Estamos quase no final da última temporada deste ano, e apercebi-me que deixei de partilhar com vocês algumas das minhas impressões sobre algumas obras deste ano! Quanto a isso eu peço: gomennasei minna!

De qualquer forma Ahiru no Sora acompanhou-me de outubro de 2019 até setembro de 2020, com 50 episódios, será que o shounen focado em basquetebol foi bom?

 

Ahiru no Sora - Análise

 

Ahiru no Sora – Análise

Acredito ser relevante começar a falar sobre os diferentes animes de desporto e dos seus objetivos. De forma objetiva: há aqueles que procuram o realismo e aqueles que procuram o fantasioso. Eyeshiel 21, manga sobre Futebol Americano, usa a fantasia. Slam Dunk, consagrado manga sobre basquetebol, trata o realismo. Ahiru no Sora é um manga que trabalha o realismo, tanto das relações interpessoais dos personagens quanto dos acontecimentos dentro do campo de basquetebol.

Quando um manga, que é uma obra onde o seu autor tem quase todo o controlo sobre, é adaptada, o autor perde este poder. De forma que podemos ver mangas e animes completamente diferentes entre si. Eu não li o manga de Ahiru no Sora, mas já é claro a todos nós que o autor Takeshi-sensei, não gostou nem um pouco do caminho que a adaptação seguiu. Tendo isso em mente, falarei somente sobre o anime e a minha experiência particular ao vê-lo.

 

anime sobre basquetebol 2019 - a equipa

 

Ahiru no Sora – Abra suas asas

Em Ahiru no Sora acompanhamos Sora e vemo-lo lutar pelo seu sonho de jogar basquetebol, apesar de ser muito baixo. A trama inicial do anime é igual à de muitos outros animes focados em desportos. Ao chegar à escola, o clube de basquetebol está dominado por “valentões”. O primeiro arco gira em torno de convencer estes “valentões” a jogar basquetebol. A diferença em Ahiru no Sora é que o facto deles serem valentões, ou melhor, de terem uma personalidade má, arrasta-se e acarreta consequências até aos últimos episódios.

Uma das coisas que mais me atraiu no anime foi como este trabalha os enredos secundários. Se o enredo principal é o Sora e a equipa, como um todo, desenvolvendo-se e procurando vitórias, os enredos secundários são compostos pela vida de cada um.

A mãe de Sora, ex-jogadora profissional de basquetebol, está com uma gravíssima doença, e por isso internada. Natsume Kenji, apesar de ter uma péssima personalidade, quer provar-se digno do amor da irmã e do reconhecimento dos pais. Os irmãos, Chiaki e Momoharu, têm que aceitar, cada vez mais, as consequências das suas ações.

 

ptanime ahiru no sora momoharu

 

Ahiru no Sora – Análise

As coisas boas e as más

Ahiru no Sora tem uma história convincente, tem personagens bons e momentos ótimos. Nas minhas primeiras impressões eu disse que o que mais me tinha chamado a atenção era o “estilo” que o anime me vendia. E realmente, ele tem muito estilo! É um anime bonito que sabe usar o seu character design. Em alguns pontos acredito que a história acabou por arrastar-se um pouco, mas de forma alguma isso atrapalhou.

Para mim, o grande defeito do anime, claro, além dele não ter agradado Takeshi-sensei, foram os jogos em si. Para um anime de desporto é extremamente importante que as partidas sejam bem criadas, com ótima movimentação e animação. Não foi o que aconteceu em Ahiru! Apesar de ter sim uma boa animação, por diversas vezes foram usadas cenas estáticas com efeitos especiais para simular a sensação de uma movimentação.

As cenas eram, em sua maioria, assim:

 

Ahiru no Sora - Análise - Exemplo de má animação

 

Eu gostaria que fossem mais assim:

 

ptAnime Ahiru no Sora Boa movimentação e animação

 

Julgamento final

Mesmo com alguns defeitos e desviando-se da obra original, Ahiru no Sora é um ótimo anime! Foram 50 episódios que não sofri para ver, pelo contrário, aproveitei cada minuto! Fico na expectativa de vermos uma segunda temporada, mas acredito que se depender de Takeshi-sensei ela não existirá.

Quero saber de vocês! Quem daí assistiu Ahiru no Sora? Quem gostou? Partilhem vossa opinião! Também, não esqueçam de seguir o ptAnime nas redes sociais! E se quiserem acompanhar-me no que assisto e ando a ler podem me seguir no instagram em @oladobeto.

2 comentários


Também deverás gostar de

2 comentários

Bruno 15 Dezembro, 2020 - 19:13

Eu gostei muito dessa anime, a historia é muito boa, os personagens são extremamente interessantes e bem desenvolvidos, todas as ações tem consequências e as derrotas são por conta das varias falhas que o time tem. É uma pena que como você mesmo cita no texto o problema não os jogos, que não são bem animados e isso dificulta outras pessoas que não estão tão acostumadas a uma má animação em animes de esporte, é uma pena que uma obra tão boa sofreu por conta de uma má qualidade de animação em jogos.

Responder
Roberto Filho 30 Dezembro, 2020 - 1:14

Exato Bruno!! Realmente é muito triste um anime tão bom sofrer de uma animação tão fraca =S
O que podemos fazer agora é esperar que tenha uma milagrosa segunda temporada!

Responder

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.