Cells at Work! Manga vai receber Série Anime – Vídeo

por Pedro Costa

Esta sexta-feira, a Aniplex anunciou que Cells at Work! (Hataraku Saibō), manga de Akane Shimizu, vai receber uma adaptação anime TV, que vai estrear em julho.

A Aniplex abriu um site Japonês para a série, e a Aniplex of América abriu também um site em Inglês.

 

Cells at Work! Manga vai receber Série Anime – Vídeo:

 

Em julho do ano passado, o manga recebeu um anúncio animado:

 

A Kodansha Comics está a publicar o manga em Inglês e descreve a história da seguinte forma:

O corpo humano comum contém certa de 60 triliões de células, e cada uma delas tem trabalho a fazer! Mas quando nos magoamos, vírus e bactérias invadem ou quando temos uma reação alérgica, toda a gente desde os silenciosos mas letais glóbulos brancos, aos cerebrais neurónios, têm que trabalhar juntos para atravessar a crise!

 

Cells at Work! Manga vai receber Série Anime - Vídeo

 

Equipa Técnica Principal:

Kenichi Suzuki (JoJo’s Bizarre Adventure, Drifters) está a realizar o anime na David Production, Yuuko Kakihara (Tsuki ga Kirei, Persona 4 The Animation) está encarregue da composição da série e ambos estão a escrever os guiões.

Takahiko Yoshida (Welcome to the NHK, Yowamushi Pedal) está a desenhar as personagens e está igualmente creditado como o diretor de animação chefe, enquanto que Kenta Mimuro está creditado como o designer das personagens célula, designer de props e diretor de animação de cena. Keiko Tamaki está creditado com o design de sub-personagens.

Kenichiro Suehiro (Re:Zero, Girls’ Last Tour) está a tratar da composição musical na MAYUKO.

 

Shimizu-sensei lançou Hataraku Saibō na edição de março 2015 da Monthly Shonen Sirius (Kodansha), e a editora lançou o quinto volume, no Japão, em agosto do ano passado.

A Kodansha Comics lançou o quinto volume, no ocidente, em novembro de 2017.

 

Cells at Work! Manga vai receber Série Anime - Vídeo

 

Fonte: Anime News Network

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.