Fruits Basket 2019 – Primeiras Impressões

por Raquel Cupertino
Fruits Basket 2019 - Primeiras Impressões

Título: Fruits Basket (2019) | Furuba | Fruits Basket (Zenpen)
Adaptação: Manga
Estúdio: TMS Entertainment
Demografia | Género: Shoujo | Slice of Life, Comédia, Drama, Romance, Fantasia

 

É difícil conter-me enquanto escrevo sobre uma das obras que mais me marcou na adolescência e agora, quase 18 anos depois da primeira adaptação, já em adulta, tenho a oportunidade de assistir a um reboot.

Admito que sou extremamente desconfiada quanto a re-adaptações, todavia casos como Ushio to Tora mostraram-me que podemos confiar até certo ponto. Após assistir aos dois primeiros episódios de Fruits Basket 2019 posso dizer que me encontro rendida.

 

Fruits Basket 2019 – Primeiras Impressões

Fruits Basket 2019 - Primeiras Impressões - Tooru

 

Em termos de adaptação do manga estes dois episódios recriam quase na perfeição os primeiros capítulos. Mas mais que isso, a fluidez e ritmo com que contam a história conseguem estar perfeitamente enquadrados com o cerne de Fruits Basket!

Claro que o facto da autora ter dado o seu aval e confirmado que concordava com o que estavam a fazer deixou-me mais descansada, no entanto as expetativas continuavam nulas até me deparar com a mesma Tooru que tanto me conquistou no passado.

 

Fruits Basket 2019 - Primeiras Impressões - Animação

 

Uma história de encantar

O plot original de Fruits Basket é extremamente terno: depois do acidente no qual Tooru (16 anos) perdeu a mãe, esta muda-se para a casa do avô. Porém, devido ao facto da casa dele estar a ser renovada, viu-se obrigada a ter que procurar uma solução.

Determinada a não ser um fardo para ninguém, Tooru decide trabalhar e tentar viver por si mesma, acabando por ir viver numa tenda na floresta. Numa noite, quando estava a voltar do trabalho, encontra a tenda em condições inabitáveis.

Yuki Souma e o seu primo Shigure Souma deparam-se com a situação de Tooru, convidando-a para viver com eles até o avô dela ter condições para viverem os dois. Ao chegar à casa dos Souma, Tooru descobre um segredo: os Souma carregam uma maldição…

 

Fruits Basket 2019 - Primeiras Impressões - Mistério

 

O saber parte da história (vi a primeira adaptação e li os primeiros capítulos do manga) facilita-me na interpretação de todos os elementos expostos ao longo dos dois episódios. O primeiro posso afirmar que é um tesourinho, repleto de referências que serão cruciais para compreendermos muita coisa no futuro. O segundo entra a pés juntos já com o passado de Yuki.

Nestes dois primeiros episódios senti que não havia tempo a perder. A cada nova cena mais informações sobre as personagens intercaladas com momentos emotivos entre elas. Contrariamente aos shoujos românticos cujo o ritmo narrativo é mais lento, aqui acabamos presos ao ecrã do início ao fim porque de facto há sempre alguma coisa a acontecer.

 

Fruits Basket 2019 - Primeiras Impressões - Zoodiaco

 

Uma animação diferente mas a essência manteve-se!

Quanto há animação, esta encaixa tão bem com tudo que não sinto “saudades” da antiga. É consistente, boa, frenética quando tem que ser e com atenção aos pormenores. Nem mesmo o novo design das personagens afetou a minha experiência. Mudaram um pouco, sim, mas a essência manteve-se intacta.

 

Fruits Basket 2019 - Primeiras Impressões - Pormenor da animação

 

De ponto extremamente positivo: voice acting e temas de abertura e encerramento. Então o ending… Sério, que coisa bonita! Arrepio-me sempre que vejo/ouço, on point!

 

 

Fruits Basket – Potencial

A adaptação de Fruits Basket de 2001 encontra-se na minha lista de melhores romances anime de sempre. É original, emocionalmente forte e tão mas tão bem construído que é impossível ficarmos indiferentes face à genialidade da autora. Não me quero alongar, até porque nesta PI prefiri omitir qualquer spoiler à cerca do enredo, mas Fruist Basket consegue ter de tudo o que um drama-romance deve ter para ser de sucesso sem cair no típico cliché.

O segredo são as personagens carismáticas e um storytelling de meter inveja a grande parte dos autores. Afinal Natsuki Takaya continua a ser uma referência ainda nos dias de hoje no que diz respeito à arte de misturar romance e fantasia.

Em suma, vejam! É uma obra de referência para qualquer amante de anime, a menos que não sejam amantes de romance e drama, é um must see a adicionar. Se ainda estão reticentes quanto à adaptação da manga, esperem até terminar a adaptação que farei questão de escrever sobre o assunto e tomem a vossa decisão aí 😉

 

 

Comentários via Facebook
1 comentário

Também deverás gostar de

1 comentário

Roberto Filho 17 Abril, 2019 - 18:34

Eu assumo que estava extremamente desconfiado se eu iria ou não gostar.

O primeiro ep se mostrou bom, divertido e competente.
O segundo ep me pegou, eu ri e torci, em menos de 48 minutos de série e já havia me apegado aos personagens principais e secundários… culpo-te por isso!!!

Agora vou acompanhar tudo e cada vez mais ansioso pelo próximo episódio!

Responder

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.