Perdido na Beleza Nocturna de Tóquio – Liam Wong

por João Simões
Perdido na Beleza Nocturna de Tóquio - Liam Wong

Por um lado, partilhar neste momento a beleza de Tóquio poderá ser algo negativo. Custa olhar para as imagens abaixo, sentir vontade de o visitar e não sabermos quando será possível.

Por outro, considero que pode ser algo bastante positivo, até porque visitá-lo através de fotografias e vídeos acaba por ser a única forma de o fazer. Se não podemos ir ao Japão, vem o Japão até nós.

Tendo isto em conta, decidi trazer-vos o trabalho de um fotógrafo que acompanho nas redes sociais: Liam Wong. Admiro imenso o trabalho dele, consegue captar a beleza das cidades de uma forma única, quase que decalcando tematicamente o que cada uma tem para oferecer.

Nota: O texto que se segue é uma tradução de um artigo do próprio Liam Wong, escrito e publicado no website BoredPanda, em 2016.

 

Olá, o meu nome é Liam Wong e trabalho na indústria dos videojogos como Director de Design Gráfico na Ubisoft, onde dirijo o visual e o sentimento/identidade visual que os jogos devem ter. Sou natural da Escócia, mas após dois anos e meio de carreira, decidi mudar-me para o Canadá. Esta mudança permitiu-me viajar pelo mundo em trabalho. No ano passado comecei a interessar-me por fotografia como forma de capturar certos momentos e criei uma conta no Instagram como diário fotográfico.

 

A primeira vez que visitei Tóquio, foi no âmbito de uma conferência de imprensa para o jogo Far Cry 4 e apaixonei-me à primeira vista. Antes da minha segunda visita ao Japão, decidi comprar a primeira DSLR e tirei algumas fotografias. Se fizerem algum scroll pelo meu feed do Instagram, vão notar uma mudança um pouco radical no tipo de fotografia. Fotografei imensas partes de Tóquio e raramente me afastava dos locais mais turísticos.

 

Tudo mudou quando numa das noites choveu e a cidade ganhou outra vida. Perdi-me na beleza nocturna de Tóquio. Fiquei fascinado pela forma como a cidade se iluminava e comecei a tirar fotografia atrás de fotografia. Sentia-me dentro de um filme do Gasper Noé, como no “Enter the Void”, ou a viver num mundo cyberpunk criado pelo Syd Mead e pelo Ridley Scott em “Blade Runner”. Depois de colocar as fotografias online, o meu following aumentou da noite para o dia e desde então que ando de cidade em cidade a tirar fotos à noite. Gostava de poder partilhar aqui técnicas, ou de dizer que existe um significado profundo, ou que esperei horas pela fotografia perfeita, mas a verdade é que simplesmente andei pelas cidades à noite e fui tirando fotografias. Fui capturando o que estava à minha frente e partilhei com os meus seguidores.

Liam Wong

 

 

Se gostaram do que viram, passem pelas redes do Liam Wong para ver mais e, claro, para o apoiarem nesta jornada:

 

Fonte: Bored Panda

 

Porque os Orientais têm Olhos Rasgados? | Curiosidade

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.