Shonen Jump – Leitores podem Decidir futuro de um título nas primeiras Três Semanas

por João Simões
Shonen Jump - Leitores podem Decidir futuro de um título nas primeiras Três Semanas

Nobuhiko Horie foi o editor-chefe da Weekly Shonen Jump, revista da Shueisha, durante a sua Golden Age (Período Áureo).

Ele foi o editor de alguns dos títulos mais estruturantes da História do manga, como Fist of the North Star de Tetsuo Hara e de Buronson, e também do City Hunter de Tsukasa Hojo.

Horie-sensei revelou numa entrevista com o site Oricon Music Store que o inquérito que a revista faz ao leitores, a nível semanal, pode levar ao cancelamento de um título nas primeiras três semanas após a sua estreia.

Acrescentou ainda que mesmo que o título em questão seja de um criador famoso, se a popularidade do título descer, a revista poderá tomar a decisão de descontinuar a obra apenas com base nos resultados obtidos no inquérito realizado aos leitores. Portanto, e dito isto, os Editores e Mangakas têm apenas uma janela de três semanas para fazer um título funcionar ou não.

A revista tem uma clara política de operar conforme os gostos e desejos dos leitores, e, como tal, coloca imenso peso nos inquéritos realizados.

 

Shonen Jump – Leitores podem Decidir futuro de um título nas primeiras Três Semanas

Shonen Jump - Leitores podem Decidir futuro de um título nas primeiras Três Semanas

 

Horie-sensei decalca que os inquéritos são mais objetivos que qualquer outra coisa. “Um editor até pode avisar de ante-mão o mangaka que a narrativa não está interessante o suficiente. Contudo, às vezes é algo complicado de explicar ao mangaka e é aí que os resultados dos inquéritos carregam também uma grande importância”.

 

 

Por outro lado, Horie-sensei admite que a decisão de cancelar séries tão prematuramente pode ser um erro. “Existem casos que a popularidade do manga sobe de forma progressiva, sendo este um elemento que é muitas vezes esquecido”.

A média de cancelamento é normalmente 10 semanas de publicação, mas algumas séries só começam a ganhar popularidade após a sua 7ª ou 8ª semana. Horie-sensei acredita que esta prática da Shonen Jump está a impedir que trabalhos que desenvolvem a narrativa de forma mais lenta sejam publicados.

Ele deixou dois exemplares que entram nesta categoria: Kenritsu Umisora Kōkō Yakyū Buin Yamashita Tarō-kun de Kōji Koseki e Hareluya de Haruto Umezawa.

 


Artigos Relacionados

Madhouse – Assistente alega ter trabalhado 393 Horas num Mês

Toshio Suzuki – Porque é que a Ghibli não se Transformou num Estúdio Gigante?

Shueisha revela Estatística de Circulação e Demografia

TOP 10 Ataques Especiais em Obras da Shonen Jump – Goo


 

Fonte: Anime News Network

 

Caderno A5 Shounen Heroes & Villains

 

Comentários via Facebook
0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.