11 vezes que o K-Pop imitou a Mitologia Grega

por Baltas
11 vezes que o K-Pop imitou a Mitologia Grega11 vezes que o K-Pop imitou a Mitologia Grega

A mitologia grega é repleta de contos e divindades dramáticos, românticos e heróicos – o que faz dela a inspiração perfeita para o K-pop! Muitos artistas K-pop têm “pedido emprestado” temas dos mitos gregos, cada um colocando a sua própria reviravolta nesses contos e figuras atemporais.

Vamos dar uma vista de olhos a 11 vezes em que a mitologia grega foi reinterpretada pelo K-pop, incluindo uma pequena introdução aos heróis destemidos, deuses assustadores e monstros misteriosos que inspiraram as músicas e conceitos épicos!

 

11 vezes que o K-Pop imitou a Mitologia Grega

 

1. SF9 — Narciso

Em primeiro, a faixa principal “Enough” do recente álbum dos SF9 “Narcissus” oferece uma reinterpretação do mito grego de um jovem caçador com o mesmo nome. Narciso era conhecido pela sua extraordinária beleza, mas ele desprezava os muitos homens e mulheres que se apaixonavam por ele. Quando ele rejeitou uma ninfa chamada Echo, que só podia falar repetindo as palavras de outros de volta para eles, ela ficou tão arrasada que perdeu o tempo até morrer, deixando nada além de sua voz ecoante. Como uma punição celestial, Narciso um dia viu o seu próprio reflexo numa piscina e ficou tão profundamente enamorado que não pôde suportar a ideia de deixar a beira da água, onde permaneceu até sua morte.

 

11 vezes que o K-Pop imitou a Mitologia Grega

 

Ao contrário do final lamentável do mito, a música dos SF9 pega no tema do amor-próprio e torna-o em algo positivo e tranquilizador em que eles são “bonitos o suficiente” como são. E o MV inclui muitos acenos visuais à história antiga, enquanto os membros observam as suas reflexões em vários espelhos e piscinas.

 

 

2. gugudan — Narciso

A interpretação das gugudan sobre o mito de Narciso para o seu álbum “Act 2. Narcissus” é um pouco mais cómico, com o MV da faixa principal “A Girl Like Me” incluindo muitos símbolos ao significado moderno da palavra “narcisista”. As raparigas mostram uma variedade de sinais de auto-obsessão: A Hana olha ansiosamente para si mesma num espelho, a Hyeyeon pinta um auto-retrato, a Mina está numa sala cercada de fotos de si mesma e a Mimi faz fotocópias do próprio rosto.

 

 

No entanto, o vídeo musical, satiricamente auto-absorvente, não diminui o valor da mensagem de autoconfiança da letra, ouçam-na!

 

 

3. SHINee — Medusa

Com cabelos feitos de cobras vivas e venenosas, a Medusa tinha um rosto que transformava todos os que a olhavam em pedra. Uma das três irmãs conhecidas como Górgonas, a Medusa tem sido o epítome da mulher perigosa – uma verdadeira femme fatale!

11 vezes que o K-Pop imitou a Mitologia Grega

 

Os SHINee invocam o mito da Medusa duas vezes em duas músicas diferentes. A primeira delas é “SHINe (Medusa I)”, que tem o tema de ser cegado, com os SHINee a descrever os seus fãs como uma luz que eles continuarão a seguir: “mesmo o meu corpo explodir e for destruído.

 

A letra de “Dangerous (Medusa II)”, por outro lado, é mais obviamente baseada no mito, descrevendo uma mulher por quem eles são atraídos apesar de saberem que ela é perigosa, utilizando uma alusão direta à história: Ninguém te viu corretamente antes / Eles dizem que o momento em que os nossos olhos se encontram é o fim.

 

 

4. SHINee — Selene

“Selene 6.23” dos SHINee refere-se a Selene, a deusa grega da lua, para comparar um amor ao corpo celestial distante: “Embora eu estenda a minha mão / Embora eu a estenda com todas as minhas forças, não posso alcançá-la.

 

11 vezes que o K-Pop imitou a Mitologia Grega11 vezes que o K-Pop imitou a Mitologia Grega

 

A balada também tem um duplo significado, já que os rapazes mencionaram que ela é dedicada aos fãs internacionais que não conseguem vê-los com tanta frequência e, portanto, parecem distantes como a lua. O “6.23” no título refere-se à super lua que ocorreu no dia 6 de junho de 2013.

 

 

5. Sunmi — Sereias

As sereias eram criaturas míticas femininas que viviam em ilhas rochosas e marinheiros encantados pelos seus cantos, eram atraídos para a costa, onde encontravam o seu fim por naufrágio nas rochas. O herói grego Ulisses fez com que os seus marinheiros tapassem os ouvidos, mas que o amarrassem ao mastro do navio para que ele pudesse ouvir as vozes fascinantes das sereias sem poder ceder ao desejo de dirigir o seu navio para a praia.

 

 

As sereias originais da mitologia grega foram, na verdade, retratadas como parte mulher, parte ave, mas a sereia tem sido associada com o mito mais moderno da sereia. A Sunmi usa a persona desta interpretação marinha no seu MV de “Siren”, com um cenário com tema marítimo e letra que avisa sobre o seu fascínio perigoso: Tu sabes que eu vou-te magoar / O lindo eu das tuas fantasias não existe.

 

 

6. VIXX — Kratos, Zelos e Hades

A trilogia “VIXX 2016 CONCEPTION” é uma homenagem a um trio de divindades gregas – Zelos, Hades e Kratos – com cada álbum apresentando um clima distinto que é inspirado pelo seu Deus titular. Zelos, como o Deus do ciúme e da rivalidade, é personificado na música principal “Dynamite”, com letras que descrevem estar enfurecido com a inveja de um ex. O grupo VIXX seguiu então com o seu álbum “Hades”, para o qual a faixa principal “Fantasy” enfatizou um conceito sombrio condizente com o Deus do submundo:

 

Finalmente, em homenagem a Kratos, o Deus da força e da autoridade, a música principal “The Closer”, do mini-álbum “Kratos” é muito contundente e imponente, desde a batida curta até à letra repetida “deixa-me controlar-te”.

 

 

7. A-JAX – Ajax

O nome do grupo masculino A-JAX refere-se ao lendário herói grego Ajax, uma das maiores figuras da Guerra de Tróia. Primo de Aquiles, Ajax era famoso pelo seu imenso tamanho e força, bem como a sua coragem e inteligência no campo de batalha.

 

Canalizando este antigo herói, os A-JAX dominaram o conceito forte e temível na música de estreia, “One 4 U”, que é ambientada num cenário que dá vibrações de templo grego:

 

 

8. B.I.G — Afrodite

A faixa muito subestimada de 2016 dos B.I.G é dedicada a uma mulher que é, aos seus olhos, Afrodite, a Deusa do amor, da paixão e da beleza. Numa versão popular da história do nascimento de Afrodite, a Deusa surgiu da espuma do mar produzida depois do Titã Cronus matar Urano, a personificação do céu, e atirou as partes do corpo no mar.

 

 

 

9. 9MUSES — As Nove Musas

As Nove Musas da mitologia grega foram pensadas para presidir vários tipos de arte, música, ciência e literatura. Elas são geralmente aceites como: Calliope (poesia épica), Erato (poesia do amor), Euterpe (música), Polyhymnia (hinos), Terpsichore (dança), Melpomene (tragédia), Thalia (comédia), Clio (história) e Urania (astronomia). Poetas e historiadores antigos frequentemente invocavam uma musa no início das suas obras, chamando-a para cantar através deles.

 

 

Como representantes das artes, não é surpresa que as Nove Musas tenham sido o nome de um grupo de K-pop de nove membros. As 9MUSES podem ter terminado recentemente, mas ainda podemos apreciar a sua ótima música como o último single delas, “Remember”:

 

 

10. BTS — Ícaro

Como todos os MVs dos BTS, em “Blood Sweat & Tears” existem muitas, muitas camadas. O MV é repleto de referências à arte clássica grega e italiana, mas inclui múltiplas alusões a um mito em particular: o conto de Ícaro. O vídeo justapõe os membros na frente da pintura de Herbert James Draper, “The Lament for Icarus”:

 

 

Além das imagens da ala ao longo do vídeo, o V é representado a saltar de uma varanda em frente à pintura “Paisagem com a Queda de Ícaro”, atribuída a Pieter Bruegel, o Velho:

 

 

A história de Ícaro é um conto preventivo: o seu pai Daedalus fez dois pares de asas de penas e cera para que os dois pudessem escapar da ilha de Creta, onde estavam presos. Dédalo advertiu o seu filho a não voar muito perto do sol ou as asas derreteriam – mas Ícaro, exultante no voo, ficou excessivamente confiante e subiu até que suas asas se derreteram, deixando-o cair no mar e afogar-se. A história é uma metáfora apta para o amor que os BTS descrevem na trilha: eles sabem que irá tirar tudo deles, mas eles prontamente dão tudo de si (o seu sangue, suor e lágrimas!), por isso mesmo.

 

 

11. JYJ — O Partenon

“Ayyy Girl”, dos JYJ, que conta com Kanye West e Malik Yusef, pode ter pouco (bem, nada) a ver com a mitologia grega, mas o MV certamente atrai um paralelo aleatório: mostra os rapazes a dançar num cenário inconfundivelmente de arquitetura grega clássica. O cenário do MV é semelhante à estrutura do Partenon, o templo de Atenas dedicado a Atena, a Deusa da sabedoria.

 

 

 

Bónus: Mitologia Romana

Os romanos podem ter o seu próprio sistema mitológico distinto, mas tinham muito em comum com o dos gregos. Aliás, muitas divindades gregas tinham contrapartes romanas e o K-pop também se inspirou nos romanos! O “Hurricane Venus” da BoA tem o nome de Venus, a versão romana de Afrodite, assim como o grupo Hello Venus e o seu single de estreia “Venus”. O single “Janus” do grupo masculino Boyfriend é nomeado para o Deus romano dos começos, finais e períodos de transição – um título apropriado para uma música sobre um fim iminente.

 


 

Esperamos que tenham aprendido um pouco sobre a mitologia grega, descoberto algumas novas músicas K-Pop ou ambos! Qual destas figuras mitológicas ou músicas/grupos de K-Pop é o vosso favorito? Digam-nos nos comentários!

 

>> Para mais notícias sobre K-pop, clica AQUI!

 


Artigos relacionados

9 Músicas de K-Pop para aliviar o Stress

15 Músicas K-Pop baseadas em Momentos Verídicos

K-Pop – O Melhor do Mês de Março 2019


 

Fonte: Soompi

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.