Digimon Adventure tri Kokuhaku | Análise

por Raquel Cupertino
Digimon Adventure tri Kokuhaku | Análise

Digimon Adventure Tri Kokuhaku trata-se da terceira parte da sequela da franquia Digimon Adventure. Este filme tem o nome de “Kokuhaku” (Confession), é o terceiro capítulo dos seis que serão lançados desta sequela, e possui 1h46 minutos de duração divididos em cinco episódios, disponíveis na Crunchyroll.

 


1º Filme: Digimon Adventure tri Saikai


2º Filme: Digimon Adventure tri Ketsui


 

Digimon Adventure Tri Ketsui | Opening:

Kouji Wada – “Butter-Fly”

[youtube width=”560″ height=”315″ video_id=”8Om_73aDxfY”]

 

Digimon Adventure Tri Kokuhaku | Enredo

O terceiro filme segue em linha direta com os acontecimentos do seu antecessor. Iniciamos portanto a jornada Kokuhaku com as consequências da infeção Meicoomon a se repercutirem na sua parceira humana. Completamente destruída pelo remorso de uma morte mesmo à frente dos seus olhos e ainda a possibilidade de infeção dos digimons dos colegas.

 

Digimon Adventure Tri Kokuhaku

 

É interessante vermos a força com que as emoções tentam ser transmitidas, e usando como termo de comparação a saga Adventure, é ainda mais evidente a tentativa constante de nos fazer notar que se trata da versão adulta das mesmas personagens.

Numa sequela cujo o ponto forte é a nostalgia, é imperativa a qualidade e veracidade na forma como pegam nas mesmas personagens e as re-escrevem. Os pormenores do foco de Koushirou, a capacidade dele lidar com os problemas e mesmo a sua relação com Tentomon, fazem-nos arrepiar. Por outro lado, a esperança que o Takeru não teve foi algo que me deu um pouco de comichão, afinal estamos a falar de um jovem que se comportou igual à versão dele em criança. Obrigada pela nostalgia, mas não é preciso tanto! Ainda assim, não foi mau de todo e proporcionou, inclusive, alguns dos melhores momentos do filme!

 

Digimon Adventure Tri Kokuhaku

 

Em contrapartida, a Meiko continuou a ser o “elo mais fraco”, uma prova viva que se não fosse pela relação que temos com as nossas personagens preferidas, esta série pouco valia. É importante frisar a necessidade de uma melhor gestão narrativa, a forma como constroem a premissa necessita de ser mais fluida e com melhor coesão. Trazer personagens emblemáticas da nossa infância não pode salvar sempre a franquia.

 

Digimon Adventure Tri Kokuhaku

 

Digimon Adventure Tri Kokuhaku | Ambiente

Do ponto de vista do ambiente, os erros do passado voltaram a repetir-se, com os fantásticos “manequin challenge” do ambiente com a música/diálogos a correr e tudo parado. A fluidez voltou a estar em falta e a qualidade inconstante do design das personagens continuou a não passar despercebida.

 

Digimon Adventure Tri Kokuhaku

 

Por outro lado, reparei numa gestão de imagem bastante superior. As analogias visuais foram relativamente superiores e com uma qualidade de se tirar o chapéu. Isto quando associado à fantástica banda sonora, original da franquia Digimon Adventure, consegue potenciar todos os grandes momentos do filme, tornando-o no melhor dos 3 filmes neste quesito.

Caso para dizer que não poderei ouvir um apito sem as lágrimas me virem aos olhos… outra vez…

 

Digimon Adventure Tri Kokuhaku

 

Digimon Adventure Tri Kokuhaku | Juízo Final

Em suma, mais um filme em que é impossível não ficarmos enternecidos, mesmo tendo a perfeita noção que não é dos melhores que já assistimos. Eles têm uma equipa que sabe o que faz e conhece a franquia Digimon Adventure como ninguém. As falhas dos filmes anteriores continuam, mas neste filme acabam por ser mais uma continuidade de algo existente do que propriamente algo novo.

Poderiam melhorar sobretudo em termos de animação, acredito que tenham financiamento para isso, porque se conseguiram evoluir em outros parâmetros relativos ao ambiente e imagem, porque não tornar tudo mais fluido?

Veremos se conseguem melhorar numa próxima. Seria um “recomeço” interessante, não acham? 😉

 

 

 

Mais informações – Ficha Técnica Digimon Adventure tri.

 

> Artigos Relacionados: Digimon

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.