Fullmetal Alchemist Brotherhood | Análise

27 Maio, 2012  Por Renato Sousa
0


Caros leitores, o grande evento de Fullmetal Alchemist chega hoje ao ptAnime! Deixei rasgados elogios à primeira série há poucos dias atrás é verdade, mas vão ver que a mesma não é comparável à brilhante produção que hoje vos trago. Acompanhem-me ao longo desta detalhada análise a "Fullmetal Alchemist Brotherhood"…

Fullmetal Alchemist: Brotherhood

Enredo - 9.5
Personagens - 9.9
Produção Visual - 9.8
Banda Sonora - 9.8

9.8

Fenomenal

Uma produção fantástica em todos os níveis. De visualização obrigatória para qualquer tipo de espectador.

Avaliação dos Leitores do ptAnime: 4.17 ( 14 votos)
10

Caros leitores, o grande evento de Fullmetal Alchemist chega hoje ao ptAnime! Deixei rasgados elogios à primeira série há poucos dias atrás é verdade, mas vão ver que a mesma não é comparável à brilhante produção que hoje vos trago. Acompanhem-me ao longo desta detalhada análise a “Fullmetal Alchemist Brotherhood” pois não se vão arrepender.

 

Fullmetal Alchemist Brotherhood | A História

Edward Elric é um talentoso alquimista que se encontra ao serviço do exército responsável pela região de Amestris. Com o título de Fullmetal Alchemist, e sempre acompanhado pelo irmão Alphonse, Edward é criticado por muitos por estar ao serviço de tal organização, sendo mesmo chamado de “Cão do Exército”.

No entanto, esta agressão verbal passa-lhe completamente ao lado. Ed juntou-se ao exército apenas e só para ter acesso a mais informação sobre a Pedra Filosofal. Este poderoso objeto que qualquer pessoa desejaria ter é, segundo consta, o único artefacto capaz de lhes trazer os seus corpos originais de volta, que ambos perderam quando tentaram ressuscitar a mãe através da alquimia.

Enquanto que Alphonse perdeu o seu corpo na totalidade e viu a sua alma afixada a uma armadura, o Fullmetal Alchemist perdeu o braço direito e a perna esquerda. Estes dois membros acabaram por ser substituídos por próteses mecânicas (automail) com a ajuda de Winry e Pinako Rockbell.

Mas será que a Pedra Filosofal é realmente aquilo que estes dois têm em mente? Será mesmo capaz de lhes trazer de volta o que lhes foi tirado pela Lei da Troca Equivalente? A verdade é uma, Ed e Al não sãos os únicos que procuram desesperadamente este precioso artefacto, e ao longo da sua caminhada amigos e inimigos vão surgir.

Um auto-intitulado mensageiro de Deus que deseja vingar aqueles que inocentemente foram assassinados pelo exército, militares que ambicionam revolucionar a organização que os sustenta, criaturas indestrutíveis, e seres que procuram a perfeição são apenas alguns exemplos do tipo de gente com que os irmãos se vão ver envolvidos.

 

Fullmetal Alchemist | Irmãos Elric

Edward & Alphonse Elric

 

Ambiente e Enredo

Na análise à primeira série de Fullmetal Alchemist referi precisamente neste tópico três coisas importantes, que agora vou apenas recordar com meia dúzia de palavras e avançar para outros assuntos. Foram elas:

  • a importância da alquimia no desenrolar da história, não apenas a nível prático como é o caso das lutas entre alquimistas, mas também num patamar mais teórico que visa enriquecer o nosso conhecimento cientifico;
  • o amor que une aqueles dois irmãos, intensificado pelo “fardo” que eles próprios colocaram sobre os seus ombros, serve para nos mostrar como são importantes os laços de afetividade nos momentos mais difíceis na nossa vida e não só;
  • a elaboração das personagens e respetiva interligação entre elas;

Ainda relativamente a este último ponto, devo acrescentar que em “Fullmetal Alchemist Brotherhood” o número foi alargado, ou seja, apareceram novas personagens, e muitas delas com um papel importante na história. Ao ser uma adaptação fiel da manga de Hiromu Arakawa, as decisões que algumas personagens vão tomar e o destino que lhes foi traçado é certamente diferente do recebido na primeira série.

Para além de tudo isto, parece-me importante falar um pouco de umas criaturas que surgem no anime, mesmo que isso signifique fazer um pouco de spoiler. Falo concretamente dos Homunculus. Não vou estar aqui a dizer quem estes são nem que tipo de habilidades têm pois não é necessário. O que na realidade quero realçar são os nomes que estes têm, que são nada mais nada menos que os dos 7 pecados mortais: Avareza (Greed); Ira/Fúria (Wrath); Gula (Gluttony); Luxúria (Lust); Inveja (Envy); Preguiça (Sloth); Vaidade/Orgulho (Pride). Sem dúvida que esta associação por parte da autora enriqueceu ainda mais a obra, e qualquer um pode comprovar isso ao ver a série.

De destacar também a qualidade gráfica desta segunda produção que é soberba. Claramente melhor que a anterior, fruto também de ter sido desenvolvida com recurso a técnicas que em 2003/2004 (anos de transmissão de “Fullmetal Alchemist”) não deveriam estar disponíveis digo eu. A justificar este melhoramento gráfico temos os vários planos de fundo espantosos, como é o caso de Briggs, região fria de Amestris, onde a neve é uma constante. Confesso que em alguns episódios tive que puxar atrás e rever os diálogos porque me distrai com o ambiente da cena.

Por fim, porque uma grande produção não falha em nenhum dos pontos essenciais, é preciso louvar a banda sonora de “Fullmetal Alchemist Brotherhood”. E se algumas músicas são daqueles casos em que só as apreciamos porque ao ouvi-las identificamos as cenas da série que visualizamos anteriormente, outras têm a capacidade de impressionar qualquer um. Até vou partilhar uma imediatamente a seguir para quem quiser ouvir. Aconselho a que o façam!

 

Fullmetal Alchemist Brotherhood OST | The Intrepid

 

Fullmetal Alchemist Brotherhood | As Personagens

Repetindo aquilo que disse na outra análise, Edward e Alphonse são dois irmãos muito próximos, mas com carateristicas bastante diferentes. Talvez esse até seja um dos fatores de sucesso nesta “irmandade”, em vez de se igualarem, complementam-se. Edward é mais baixo que o irmão mais novo, e portanto o que acontece é que muitas vezes Al é confundido com o Fullmetal. Isto leva a que constantemente Ed tenha ataques de fúria, consequência de o rapaz ferver em pouca água. Este aspeto é notório não só nesta parte mais cómica, como também em situações mais sérias. Já Alphonse é mais pacífico, simpático e bondoso para com as pessoas. Por estar em pior situação que o irmão, visto que perdeu a totalidade do seu corpo original, o arrependimento, a dor e o sentimento de culpa  por tudo o que lhes aconteceu é mais evidente em Edward.

Não mencionei até agora neste artigo, mas não podia terminar este post sem uma referência a Izumi Curtis. Esta mulher foi em tempos a professora de Ed e Al no que toca aos ensinamentos básicos de alquimia. A mesma vai surgir em alguns capítulos da série com intervenções importantíssimas para o desenrolar da história.

De referir também Winry Rockbell. Amiga muito próxima dos Elric e mecânica particular do Fullmetal, em Brotherhood vamos conhecê-la bastante bem a nível sentimental, ao contrário do que se passou na série anterior.

No que diz respeito ao exército, posso mencionar nomes como Roy Mustang, Riza Hawkeye, Alex Louis Armstrong e Maes Hughes, misto de alquimistas e militares desta instituição com quem os irmãos vão ter um relacionamento próximo. Na outra face da moeda encontram-se King Bradley, Solf J. Kimblee e outros, que os nossos amigos vão tentar evitar a todo o custo.

Uma palavra ainda para Scar, “ishvaliano” que viu o seu povo ser aniquilado pelo exército de Amestris e que agora procura vingar-se, particularmente dos “Cães do Exército” como é o caso de Edward, pois foram eles que desequilibraram a Guerra de Ishval em favor de Amestris.

 

Anime Fullmetal Alchemist Brotherhood

 

Fullmetal Alchemist Brotherhood | Juízo Final

Resumindo, uma história cativante do princípio ao fim, personagens extremamente bem construídas, música soberba e uns gráficos capazes de deslumbrar qualquer um a cada segundo que passa de “Fullmetal Alchemist Brotherhood” são razões mais do que suficientes para elogiar vezes sem conta esta grande produção.

Os adeptos das ciências vão-se impressionar com a manipulação dos elementos que fazem parte do nosso planeta e com o vocabulário técnico muitas vezes utilizado. Para quem não o é, nada está perdido, pois questões ético-morais, existenciais e sentimentais preenchem a outra metade desta série.

Assim se junta ao dossier do ptAnime mais uma prova de que Anime não é para putos, e que arrumar para o lado uma série como esta ou um filme real bastante conceituado é exatamente a mesma coisa.

Obrigado por me terem acompanhado ao longo desta análise. Apelo a quem já viu “Fullmetal Alchemist Brotherhood” que partilhe na secção de comentários a sua humilde opinião. Não tenho a mínima dúvida de que será importante para convencer adeptos e “não-adeptos” de Anime a ver esta obra, que pela sua qualidade merece uma oportunidade da parte de todos.

 

Trailer Fullmetal Alchemist Brotherhood

 

 

Comentários do Facebook




Renato Sousa
Licenciado em Engenharia Informática. Adora ver Anime e Liderar este Projeto. Colecionador de DVDs, Blu-rays, Mangas, Livros e Videojogos. Viciado em Corrida.







Também deverás gostar de




Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Outras Histórias
Análise Fullmetal Alchemist Fullmetal Alchemist pertence ao lote restrito de séries de Anime que conseguiu fazer furor dentro e fora do Japão. Esta...
Partilhas