Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru – Primeiras Impressões

por Renato Sousa
Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru - Kakeru Kurahara & Haiji Kiyose

Título: Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru

Adaptação: Novel

Estúdio: Production I.G

Demografia | Género: Drama, Desporto

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru – Sinopse

Não está fácil a vida para Kakeru Kurahara, que se vê obrigado a roubar comida de uma mercearia e fugir do seu dono. O que vale é que este rapaz corre que se farta. Quem não fica indiferente à situação quando o vê passar é Haiji Kiyose. Este último acaba por monta na sua bicicleta e ir em perseguição de Kakeru, não só com vista a ajudá-lo naquela situação, como a tirar dividendos disso, quase no imediato. E não é que consegue?

Haiji tem vindo a acolher vários estudantes universitários num edifício que é propriedade de Genichirou Tazaki, um ex-atleta japonês de grande valia. O objetivo de Haiji é reunir 10 elementos, com vista a poder participar numa prova de atletismo universitária altamente conceituada: a Hakone Ekiden.

Ao conseguir convencer Kakeru a juntar-se aos outros rapazes que habitam o imóvel, Haiji consegue finalmente ter um grupo de dez, revelando de imediato o seu objetivo. Sim, porque se Haiji e Kakeru são apaixonados pela corrida, os restantes residentes parecem não ter qualquer tipo de ligação com o atletismo.

O pânico instala-se na habitação quando a revelação de Haiji não passa por ser uma sugestão, mas sim uma obrigatoriedade. Sem se aperceberem, quando assinaram o contrato de arrendamento, todos eles estavam a comprometer-se com o clube de atletismo liderado, de forma oculta, por Haiji e Ginichirou.

Agora venham as corridas!

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru - Anime Outono 2018

 

Uma estreia ainda sem desporto

Inicialmente, fiquei reticente entre fazer este artigo de primeiras impressões no imediato, ou esperar pelo segundo episódio. Contudo, para fazer jus à rubrica, e até porque depois vem sempre a análise detalhada, optei por fazê-lo logo após a estreia de Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru.

Algumas produções permitem tirar bastantes ilações logo após os primeiros 20 minutos. Neste caso, também foi possível analisar já alguns parâmetros. No entanto, faltou aquele que se perspetiva ser o principal. O atletismo!

Como em parte se compreende, este capítulo de estreia dedicou-se a apresentar as personagens que nos vão entreter nas próximas semanas. E não serão assim tão poucas (mais de 10?!) para uma série de apenas 23 episódios, o que explica quase todo o tempo de antena dedicado a elas neste arranque.

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru - Arte

 

Muitas personagens para um só episódio

O início revelou-se um pouco confuso. Depois de ser apanhado em fuga por Haiji, Kakeru surgiu de imediato no interior da casa arrendada a ser apresentado aos outros estudantes universitários que lá vivem. Uma escolha que causou um pouco de confusão e que só fez sentido depois de ser mostrado como Haiji convenceu Kakeru a mudar-se para lá.

Por esta altura, já deu para perceber que os vários inquilinos têm personalidades distintas e frequentam cursos universitários diferentes, o que pode ser uma mais valia para a produção se conseguir aprofundar cada uma delas. Fica o potencial no ar, pois ainda é muito cedo para arriscar outro tipo de ilações.

Aliás, ainda nem deu para fixar o nome, e o que estuda ao certo, toda esta gente, pois foi um autêntico bombardeamento de informação em tão pouco tempo. Compreende-se dada a situação em questão, mas também não é por isso que se torna menos complicado para quem está deste lado.

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru - Genichirou Tazaki

 

Enredo sério e para lá do fanservice

Apaixonado por corrida, quando me deparei com Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru (Run with the Wind) no catálogo desta temporada de outono, imediatamente a selecionei. Ou melhor, quase no imediato. Não foi instantâneo devido a uma má experiência do passado. Para lá do atletismo, também sou apaixonado por desporto em geral. Há uns anos atrás, quando vi que Free! era um anime sobre natação, logo o escolhi. Após a sua estreia, arrependi-me amargamente. Gostos não se discutem!

Neste caso, fiz uma investigação superficial e o foco pareceu-me ser mesmo o atletismo, pelo que cá estou eu a acompanhar a obra. Vamos ver no que dá. Para já, ainda que seja evidente a existência de algum fanservice orientado para o sexo feminino, não é nada que não se consiga suportar.

Ainda sobre o enredo, a maneira como Haiji conseguiu que os seus companheiros de residência assinassem pelo Clube de Atletismo da Universidade de Kansei revelou-se bastante original e, de certa forma, cómica.

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru - Fan Service

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru – Arte e Animação

Estes aspetos são aqueles que dão mais garantias de se manterem constantes até ao fim. No caso da arte, que assim seja! A Production I.G presenteou-nos com mais um trabalho soberbo, o que não surpreende se nos lembrarmos que este é o estúdio que trabalhou em obras como Haikyuu!!, Kuroko no Basket e Ao Haru Ride.

Relativamente à animação, será necessário esperar pela parte desportiva de Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru para se obterem conclusões assertivas. Do que deu para ver até ao momento, parece que vai fazer jus à reputação do estúdio.

Nota final deste ponto. Como praticamente de atletismo, não posso deixar de reparar na postura de corrida dos atletas. Com muito agrado, verifiquei no opening uma alternância de posturas entre os vários atletas, o que faz bastante sentido.

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru - Anime Outono 2018

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru – Opening & Ending

Se a banda sonora que acompanha o desenrolar da trama ainda se mantém um pouco escondida, este primeiro episódio pelo menos já nos apresentou o openingending da série.

Em ambos os casos, fiquei mais fã dos vídeos do que das músicas. Gostei dos vídeos pela animação, desing e pelos jogos de cores acolhedores que foram utilizados.

Por seu lado, as músicas: “Catch up, latency” dos Unison Square Garden (abertura) e “Reset” de Taichi Mukai (encerramento), estão longe de ser desagradáveis, mas demonstram incapacidade para causar impacto no espetador.

ending tem tradição de ser melodioso quanto este, é certo. Mas o opening costuma ser extremamente vivo, e ,neste caso, creio que seria mesmo o mais aconselhável.

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru - Ending Anime

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru – Potencial

Não foi brilhante este primeiro episódio, mas foi promissor. Isto é, Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru teve os ingredientes necessários para convencer o espetador a ver o segundo e, quem sabe, vir a conquistá-lo mais à frente.

Uma vez que o atletismo será o ponto chave desta obra, a balança com a pontuação final ainda poderá oscilar muito, pois o seu peso maior ainda não foi lá colocado. No entanto, tudo o que o rodeia parece ser bom e/ou promete vir a atingir patamares elevados.

A ver vamos o que a Production I.G e esta história, adaptada do novel de Shion Miura, nos reservam nos próximos capítulos, nos quais vamos certamente correr muitos quilómetros, por intermédio das várias personagens.

Que cada corrida seja mais emocionante que a anterior, para o bem de Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru. Para já, vale a oportunidade!

 

Kaze ga Tsuyoku Fuiteiru – Trailer

 

 

 

2 comentários

Também deverás gostar de

2 comentários

João Octávio 3 Fevereiro, 2019 - 14:43

Estou gostando mt desse anime. O começo é meio confuso mesmo mas depois vc passa a gostar dos personagens e suas peculiaridades.

Responder
Renato Sousa 3 Fevereiro, 2019 - 22:07

Olá João 🙂
Eu gostei muito do início e do primeiro cour. Neste segundo penso que a série estabilizou um pouco e perdeu um pouco do seu entusiasmo, mas agora com a chegada de um acontecimento interessante espero que volte a subir o ritmo 🙂

Responder

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.