One Piece Episódio 564

por Renato Sousa
Anime One Piece

Back to Zero! Earnest Wishes for Luffy!

Como era de certa forma inevitável, este episódio conseguiu ser melhor que o anterior. Apesar da primeira parte ter sido um pouco aborrecida, a reta final deste capítulo disparou em termos de qualidade, para nossa grande alegria.

 

Galeria de Imagens: One Piece Episódio 564

 

 

Depois de termos descoberto, no final do último episódio, que Hordy Jones nunca tivera nenhuma razão pessoal para odiar tanto os humanos, as primeiras cenas deste número 564 de One Piece serviram para comprovar a revelação feita por Fukaboshi. Em mais uma viagem ao passado, assistimos ao crescimento de Jones e daqueles que agora são os seus Oficiais nos New Fishman Pirates. Sempre muito próximos de Arlong e de todos os que constantemente proclamavam o ódio e a vingança para com os humanos, o resultado da personalidade deste grupo é aquele a que agora assistimos no tempo presente desta história. Nesta parte, que até se revelou bastante longa, tivemos ainda oportunidade de recordar a morte da Rainha Otohime, e do momento em que Hordy decidiu tornar-se o herói de Fishman Island.

Relativamente à segunda parte do episódio, a mesma iniciou-se com um grande discurso de Fukaboshi. Uma cena que assinalou o regresso de One Piece aos bons momentos. Desesperado pela situação atual da ilha, o Príncipe confessou a Luffy, e a todos os que o quiseram ouvir, que foi a preocupação cega por resolver a questão: “Humanos: Amigos ou Inimigos?” que levou aquele lugar situado nas profundezas do oceano ao conflito atual. Um dilema que antes de ser resolvido requeria a união e a concordância entre todos os habitantes de Fishman Island. Como tal não se verificou, o choque de ideias internas acabou por conduzir a ilha à situação conflituosa do presente.

Esta análise de Fukaboshi parece-me acertada, encarando-a mesmo como uma importante lição de vida que Eiichiro Oda nos tenta transmitir. Como poderemos confrontar os nossos inimigos e o desconhecido, se não nos mantivermos unidos àqueles que nos são próximos? Sem dúvida uma questão sobre a qual devemos refletir.

O discurso do Príncipe encerrou então com palavras de desespero. Consciente da situação atual da ilha, Fukaboshi implorou a Luffy para que este o ajudasse a dar uma vida nova a Fishman Island, mais propriamente, um recomeçar do zero. Como era de esperar, Luffy acedeu. Em simultâneo com as palavras do Capitão, vimos a bolha lançada a partir do tanque de ar envolver o Noah com sucesso, e os habitantes daquele lugar esquecerem a retirada para ficarem junto dos que estão a lutar pelo seu futuro. Não posso também deixar de mencionar a música “Overtaken”, que acompanhou todo este bom momento e o enriqueceu ainda mais.

Por fim, vimos o confronto Hordy vs Luffy ser adiado para assistirmos a curtos duelos na Conchcorde Plaza entre os New Fishman Pirates e os Straw Hat Pirates. Franky e Ikaros pela primeira vez mediram forças (se não me falha a memória), mas não adiantaram grande coisa, tal como Chopper e Dosun. Neste segundo combate é notória a evolução do Heavy Point de Chopper, que era bem diferente antes da tripulação se ter separado. Já Zoro, que até aparentava ter um adversário capaz de lhe oferecer alguma resistência, nos poucos segundos que teve em destaque provou precisamente o contrário. Hyouzou está a milhas do nível do espadachim dos Straw Hats, pelo que o desejo de assistirmos a um bom embate entre estes dois parece estar condenado.

Resumindo, a parte inicial deste episódio pode não ter sido melhor que aquilo que vimos no número 563 de One Piece. No entanto, desde que Fukaboshi começou a falar até aos últimos segundos deste capítulo, assistimos a alguns momentos bastante agradáveis que trouxeram a série de volta às boas exibições. Espera-se agora que os títulos dos próximos episódios correspondam ao que se vai passar, para que assim possamos assistir a grandes prestações desta obra nas semanas que se seguem.

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.