Sword Art Online Live-Action vendido à Netflix!

por João Simões
Top animes romance mais genuínos

A escritora e produtora executiva da adaptação live-action de Sword Art Online, Laeta Kalogridis (Altered Carbon), afirmou numa entrevista com o site Collider que a série foi vendida à Netflix.

Além deste importante anúncio revelou que:

O Kirito e a Asuna vão ser interpretados por atores Asiáticos.

 

Sword Art Online Live-Action vendido à Netflix!

Sword Art Online Live-Action vendido à Netflix

 

Kalogridis também fez um comentário semelhante no Philippine Daily Inquirer, em janeiro.

Nós vendemos a adaptação live-action de Sword Art Online à Netflix e parte deste acordo é que mantenham os protagonistas a serem interpretados por atores asiáticos.

 

Aqui podem ler a resposta dela, ao Collider, quando lhe foi questionado o que ela gostaria de ver na adaptação:

Bem, vamos ser realistas. Sword Art Online é uma propriedade Japonesa, na qual o Kirito e a Asuna são protagonistas japoneses. Na adaptação televisiva eles vão ser interpretados por atores japoneses. Se pretendia, ou não, obter esta resposta com a sua questão, aqui não vai haver controvérsias à volta de whitewashing.

 

Quando vendi a adaptação à Netflix, estávamos todos de acordo nisto. Eles não estão com intenções de ocidentalizar a série. Agora, no que diz respeito aos personagens secundários, o jogo é global, portanto vamos ter personagens de todos os cantos do mundo, como o Klein e o Agil.

 

Para mim é bastante óbvio que o jogo é para ser levado como algo global, mas, ao mesmo tempo, também é claro que o Kirito e a Asuna são dois jovens a viver em Tóquio, no Japão, se eu não estou enganada.

 

Então é isto que vamos fazer, porque esta é a história. Na minha mente eles são como a Major Motoko Kusanagi em Ghost in the Shell, são personagens caracterizadas e desenvolvidas no contexto de viverem numa peça de arte Japonesa. Este é o primeiro e o mais importante detalhe.

 

Kalogridis já é bastante experiente em adaptações de franquias nipónicas sendo que escreveu um guião para o live action de Ghost in the Shell, em 2009, mas não foi esta a versão que acabou por ser adaptada em 2017. Ela também esteve envolvida na escrita da adaptação live-action de Alita: Battle Angel.

 


A empresa Skydance Media é uma empresa fundada por David Ellison, em 2010, com vista a produzir entretenimento fresco. Através da utilização de vários meios de entretenimento como por exemplo filmes, televisão e meios interativos (streaming), a Skydance exulta um sentido de realidade e diversão em todas as suas histórias.

A produtora participou nos seguintes filmes: Mission: Impossible – Rogue Nation, Terminator Genisys, World War Z, Jack Reacher, G.I. Joe: Retaliation, Mission: Impossible – Ghost Protocol, Star Trek Into Darkness, e True Grit. Os lançamentos de 2015: Mission: Impossible – Rogue Nation, e Terminator Genisys, juntos ultrapassaram a meta de $1 bilião de dollares (896 mil milhões de euros) em todo o mundo.

A Skydance adquiriu recentemente o estúdio de desenvolvimento de videojogos The Workshop Entertainment em 2016, e estabeleceu uma nova divisão direcionada à realidade virtual, Skydance Interactive.

Patrick Massett e John Zinman (produtores executivos de Friday Night Lights e escritores de Lara Croft: Tomb Raider) vão estar a gerir todo o processo da série, e também estiveram com Kalogridis a escrever os guiões.

 


Artigos Relacionados:


 

Fonte: Anime News Network

 

Comentários via Facebook
0 comentário

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.