Autor de Eizouken fala sobre a Diversidade Racial da obra

por Mariana Marques
Autor de Eizouken fala sobre a Diversidade Racial da obra

Quem já viu ou leu Eizōken ni wa Te o Dasu na! (Keep Your Hands Off Eizouken!), da autoria de Sumito Õwara, deve-se ter apercebido que o elenco e as próprias personagens secundárias são um pouco diferentes do que estamos habituados em anime. Num meio de entretenimento no qual estamos acostumados a jogar “Mas quem será a personagem principal?”, Eizouken destaca-se com personagens que apresentam traços únicos e com caraterísticas realistas, sem a necessidade do surrealismo típico.

E para conseguir tal elenco, o autor criou um cenário bastante diversificado racialmente. Tendo como exemplos mais notórios, devido à relevância para a história, as personagens Sakaki Sowande (esquerda, imagem abaixo), secretária da Associação de Estudantes, e Parker Doumeki (direita, imagem abaixo), membro do clube de áudio.

 

Autor de Eizouken fala sobre a Diversidade Racial da obra

Autor de Eizouken fala sobre a Diversidade Racial da obra

 

Com essa diversidade em mente, Sumito Õwara explicou no Twitter que durante a escola primária deparou-se com uma diversidade de alunos de vários países e esse ambiente serviu como inspiração para a escola de Eizouken!

Õwara optou por escrever o tweet em inglês utilizando o Google Translate, possivelmente para atingir mais facilmente as diferentes nacionalidades que ficaram tocadas pela opção do artista.

 

 

“Frequentei uma escola primária pública. Havia Japoneses, Chineses, Coreanos, Americanos, Iranianos, Brasileiros, Egípcios e Nigerianos. Isso era o normal. E havia várias cores de pele, religiões e vários nomes. Não conheço nacionalidade por nome, não conheço nacionalidade por cor de pele. Alguns Japoneses têm pele escura. Alguns Japoneses têm pele branca. Não nos interessava, todos eram amigos.”

 


Sinopse:

O manga segue Midori, Tsubame e Sayaka, um enérgico trio de alunas do primeiro ano de liceu que se juntam no Eizouken (Video Research Club) para tornar os seus sonhos anime em realidade. Midori está nervosa em criar um anime sozinha. Ela encontra Tsubame que aparenta ser uma rapariga abastada mas na realidade tem sonhos artísticos de se tornar uma animadora. A melhor amiga de Midori, Sayaka, tem a sensibilidade financeira para levar o projeto a bom porto e junta-se ao par na sua jornada.

 

Autor de Eizouken fala sobre a Diversidade Racial da obra

 

Õwara lançou o manga em 2016 na revista Gekka! Spirits da Shogakukan, que até ao momento, possui mais de 500,000 cópias físicas em circulação. Após o lançamento da adaptação anime, em janeiro deste ano (2020), o manga viu uma subida enorme nas vendas o que obrigou a múltiplas reimpressões urgentes. A adaptação foi dirigida pelo Science SARU, um estúdio fundado por Masaaki Yuasa e Eunyoung Choi que têm na equipa diversos talentosos animadores internacionais.

 

Eizouken – Um Anime sobre Animação quase Perfeito | Análise

 


Artigos Relacionados:


 

Fonte: Anime News Network

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.