Hataraku Saibou – Investigador Elogia e Explica Episódio 7

por Pedro Costa
Hataraku Saibou - Investigador Elogia e Explica Episódio 7

Doutor Satoru Osuka trabalha como investigador pós-doc no departamento de neuro-oncologia molecular da Emory University School of Medicine, em Atlanta (Georgia). Originalmente do Japão, Osuka recorreu ao Twitter esta semana, para explicar o episódio 7 do anime de Hataraku Saibou (Cells at Work!), atualmente em transmissão.

 

Hataraku Saibou – Investigador Elogia e Explica Episódio 7:

Hataraku Saibou - Investigador Elogia e Explica Episódio 7

 

No episódio intitulado “Cancer Cell” (Célula Cancerígena), os protagonistas defrontam a referida célula, que eventualmente morre devido à intervenção do organismo. Otsuka elogiou a retratação do cancro no episódio na sua representação das células do sistema imunitário a defender o corpo contra o cancro nos seus estágios iniciais. Ele disse, “Mesmo do ponto de vista de um investigador de cancro, eu penso que o conteúdo foi muito preciso.”

Otsuka explicou que no corpo de todas as pessoas, verdadeiras células imunitárias combatem para destruir células cancerígenas, centenas de vezes por dia. Assim sendo, cancro raramente ocorre. Contudo, a frequência de cancro em pessoas idosas aumenta em milhares de vezes, porque células normais têm mais erros de cópia e tornam-se células cancerígenas. Células imunitárias são incapazes de lidar com o drástico aumento em células cancerígenas, e são incapazes de destruir o cancro nas suas fases iniciais.

Quando o cancro começa a crescer, usa muito da nutrição do corpo. Sem qualquer outra alteração nas suas vidas, pessoas podem perder, repentinamente, cerca de 5 a 10 quilos. Médicos podem notar esta inesperada perda de peso, suspeitar de cancro e depois realizar testes. Otsuka fez notar que a perda de peso não é necessariamente um sinal de cancro, mas disse que ler o manga Hataraku Saibou faz com que seja mais fácil as pessoas lembrarem-se de que pode ser um sintoma.

Otsuka disse no Twitter que recomenda vivamente o manga e providenciou um link da Amazon para o primeiro volume (A BookDepository faz melhor preço por isso – Hataraku Saibou Volume #1). Ele acredita que o manga tem sucesso em contar a história das células do corpo numa forma interessante e precisa. Ele pensa que tanto crianças como adultos podem aprender com o manga. “Não se recordam de livros de texto sobre as coisas vivas, com isto podem-se recordar. Definitivamente dêem uma olhada ao manga ou anime.”

 

Hataraku Saibou BLACK - Manga Termina Primeira Parte | Hataraku Saibou - Investigador Elogia e Explica Episódio 7

 

“Verdadeiramente grato” pelo anime, Otsuka acredita que pode ser uma “boa oportunidade para entender cancro em detalhe”. Ele pensa que o anime pode ajudar pessoas a ter um entendimento mais profundo das doenças e os mecanismos por detrás destas, o que pode combater a desinformação médica e ajudar a aumentar o nível de comunicação entre médicos e pacientes.

Otsuka terminou a sua discussão no Twitter com uma palavra de aviso. Apesar de ser certo que certas células imunitárias combatem o cancro, as pessoas devem ter cuidado com os produtos que alegam aumentar a imunidade e dessa forma defender contra cancro. Ele disse que existe uma grande indústria centrada neste conceito, mas não há confirmação que trabalhar para aumentar a força diária do sistema imunitário, seja eficaz na prevenção do cancro. Ele aconselhou as pessoas a serem cautelosas com “negócios suspeitos”, que se têm tornado predominantes.

O anime de Hataraku Saibou estreou a 7 de julho e o Crunchyroll está a disponibilizar a série à medida que é lançada. A Kodansha Comics está lançar o manga em Inglês e os primeiros 4 volumes estão disponíveis para compra.

 


Se estiverem interessados em saber a minha opinião sobre este e outros episódios de Hataraku Saibou:

 


Artigos Relacionados:

Hataraku Saibou – Opinião Semanal

Hataraku Saibou – Artigos Relacionados


 

Fonte: Anime News Network

 

0 comentário


Loading...

Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.