Naruto Shippuden Episódio 261

por Renato Sousa
Naruto Shippuden

For My Friend

Ultrapassados os episódios de celebração do 10º aniversário do anime de Naruto, é tempo de voltar à 4ª Grande Guerra. As Allied Shinobi Forces estão prontas para a luta. Só falta mesmo o discurso do Supremo Comandante, Gaara.

 

Galeria de Imagens: Naruto Shippuden Episódio 261

 

 

Os cinco batalhões que se formaram e que vão ser liderados por Darui, Kitsuchi, Kakashi, Gaara e Mifune, respetivamente, esperam com ansiedade o discurso do Kazekage para poderem partir para a ação.

Por outro lado, enquanto Gaara pensa no que vai dizer, o inimigo começa a movimentar os Zetsus e todos aqueles que foram reanimados por Kabuto. A equipa de Anko Mitarashi, que se encontra no local a fazer investigação, ao descobrir que o adversário já está em movimento, parte em direção à base para transmitir a informação. A única que fica é mesmo a ex-pupila de Orochimaru, que acaba por ser descoberta e confrontada por Kabuto. Este já se devia ter apercebido da presença dos Leaf Ninja no local, pois enviou os reanimados Deidara, Sasori, Chukichi e um ninja de Konoha direitinhos aos restantes elementos da equipa de espionagem. O que sucedeu a partir daí é que ainda não sabemos.

De todos os outros reanimados por Kabuto, alguns aparecem enquanto se movimentam no terreno a falarem do que lhes aconteceu. Destaque para o reencontro de Haku e Zabuza, e para três velhos conhecidos da Leaf, Asuma, Dan Kato e Hizashi Hyuga, que certamente vão dar muitas dores de cabeça àqueles que lhes foram próximos e que ainda se encontram vivos. O jogo emocional vai ser muito importante em certos casos como Kabuto explica a Tobi.

De volta às Allied Shinobi Forces, começam a surgir conflitos entre os elementos das diferentes vilas. Neji diz, e muito bem, que depois de tantos anos em confronto uns contra os outros é normal que as feridas do passado não se curem num ou dois dias. As discussões começam a deflagrar pelos batalhões, mas rapidamente são interrompidas por Gaara que faz uso do seu poder para separar os conflituosos.

Segue-se então o tão esperado discurso do Kazekage, divido por várias partes. A primeira é relativa à sua vida. Ao quanto esta personagem odiava as pessoas e as queria destruir, até ao momento que conheceu Naruto (não menciona o nome) e a sua vida se transformou completamente. A segunda tem a ver com a Akatsuki. Gaara relembra aos seus ouvintes que todos eles foram atacados por aquela organização criminosa. Temos ainda uma terceira onde Gaara constata que ali todos são Shinobi e fazem parte da mesma equipa. No entanto, diz ele que se ainda houverem ressentimentos em relação à Sand Village no final da Guerra, aqueles que assim o entenderem podem ficar com a sua cabeça. Por fim, e sempre sem mencionar nomes, Gaara pede a ajuda de todos para proteger o amigo que o salvou, uma vez que se essa pessoa for capturada, o mundo estará perdido para sempre.

Este é um discurso que causa impacto pelas palavras que são ditas, mas também por ser Gaara a dizê-lo e pela postura que este apresenta. Definitivamente, não estamos habituados a ver o Kazekage a fazer este tipo de coisas. Vê-lo a discursar e a gesticular foi sem dúvida uma sensação nova no mundo de Naruto. Diria mesmo estranha e agradável ao mesmo tempo. De referir que durante o discurso vemos imagens dos assuntos mencionados por Gaara. Recaps que ficam sempre bem.

Com um espírito renovado por tudo aquilo que acabaram de ouvir, a paz volta a reinar nas Allied Shinobi Forces, que partem logo de seguida para a zona de combate. Gaara e os outros capitães surgem na frente, com todos os restantes a seguirem-lhes o rasto. Mais umas imagens épicas que Naruto Shippuden nos proporciona nesta parte.

Antes de terminar o episódio, a série dá ainda um salto ao treino de Naruto com Killer Bee. Parece que só falta mais uma lição daquelas que foram criadas, há uns episódios atrás, para empatar e distrair Naruto. Marca também presença uma cena em que surgem os restantes Kages. Pelo que se vê, dá a entender que não vão participar na guerra. Por um lado faz sentido, uma vez que são os líderes e têm que ser protegidos. No entanto, seria um desperdício não ver esta gente em ação. Eu sinceramente não me acredito que Kishimoto os deixe de lado.

Finalmente acabaram-se os discursos e a organização das tropas. No próximo episódio já há combate de certeza, como confirma o preview. Com tanta gente em ação, nem me passa pela cabeça quem vão ser os primeiros a lutar. É que nem dá para tentar adivinhar. Naruto Shippuden está ao rubro!

 

0 comentário


Também deverás gostar de

Deixar um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.